PUBLICIDADE

Colunistas


Faltou pouco

Segunda-Feira, 03/12/2018 às 06:00, por Neivo A. T. Fabris

A expectativa de o Alto Uruguai gaúcho em eleger um deputado federal não logrou êxito em sete de outubro. Os esforços da direção regional do MDB na candidatura de Paulo Polis, que após ter sido eleito e reeleito prefeito de Erechim, trocou o PT pelo MDB, não foram suficientes. O ex. prefeito da Capital da Amizade ficou na segunda suplência.

 

II

Na disputa ao Piratini no segundo turno, as principais lideranças do MDB utilizaram as redes sociais pedindo votos a José Ivo Sartori (MDB), derrotado por Eduardo Leite (PSDB). Dentre os argumentos, em prol da reeleição de Sartori, a possibilidade de Polis chegar já em fevereiro de 2019 à Câmara, com a nomeação de deputados no primeiro escalão do governo do Estado.

 

III

O convite feito na quarta-feira (28) pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), ao deputado federal Osmar Terra (MDB), para integrar o futuro governo como Ministro da Cidadania ascendeu uma luz no fim do túnel. Primeiro suplente da bancada do MDB/RS na Câmara Federal para a legislatura 2019 - 2022, o deputado Darcisio Perondi (MDB) vai ocupar a vaga do correligionário e Polis passa de segundo para primeiro suplente.

 

IV

Vice-líder e integrante da tropa de choque do presidente Michel Temer (MDB), Perondi teve grande visibilidade na imprensa. Nem a vitrine na mídia e tão pouco as inúmeras emendas destinadas a municípios garantiram os votos necessários para a reeleição. O ex. prefeito de Ijuí contabilizou nessa eleição minguas 38.819 votos.

 

V

O ex. prefeito de Erechim recebeu 37.012 votos, 1.807 votos a menos do que Perondi. Numa conversa durante a campanha Paulo Polis disse a este escriba que esperava receber ao menos três mil votos no município de Getúlio Vargas. Ele recebeu 2.520 votos nos seis municípios da 70ª Zona Eleitoral: Getúlio Vargas 1.002, Estação 584, Erebango 183, Ipiranga do Sul 371, Sertão 268, e Floriano Peixoto 106.  

 

Curtas:

# Nos dias 29 e 30 de novembro o  prefeito Maurício Soligo (PP) participou do curso “Lideranças e Ações de Governo”, promovido e financiado pela Fundação Milton Campos.

 # O curso aconteceu na Fundação Getúlio Vargas, em São Paulo, e o convite para participar desta capacitação foi da Senadora Ana Amélia Lemos (PP).

# O município de Estação recebeu nota máxima no Programa de Integração Tributária ao lado de outros três municípios do RS.

# O destaque é resultado do trabalho realizado pelo setor de tributos e Programa Municipal de Educação Fiscal de Estação, junto as escolas e comunidade.

# O prefeito de Erebango gravou um vídeo nesta semana junto a ERS-135, aonde a EGR deverá construir o trevo de acesso a sede do município.

# Dentre os argumentos de Tomazini (PPS), a espera de mais de três décadas pela obra e o grande fluxo de veículos pela rodovia o que dificulta e coloca em risco os motoristas.

# Há menos de duas semanas o chefe do executivo erebanguense recebeu o projeto da obra e a promessa que a mesma seria realizada em 2018.

 

 Dito & Feito:

A ex. prefeita Cirilde Braciak (PP), de Estação, declinou do convite recebido para assumir a Secretaria Municipal de Educação. O assunto dominou a rádio corredor nos últimos dias, e a cópia da missiva, devidamente protocolada no paço municipal, compartilhado na rede. 




Almanaque

Segunda-Feira, 26/11/2018 às 09:00, por Neivo A. T. Fabris

No ano de 1973 a Cervejaria Serramalte, instalada no número 663 da Rua Alexandre Bramatti assumiu o controle acionário da Cervejaria Polka, na cidade de Feliz. A tradição germânica do município 25 anos mais jovem do que o de Getúlio Vargas remonta ao século dezenove. Além de manter e modernizar a indústria local os dirigentes da Serramalte continuaram apoiando a cultura felizense. O Festival Polka, que ocorria na cidade desde 1968 foi mantido. Realizado anualmente a mais importante festa passou a se chamar Festival Nacional do Chopp e se tornou uma dos mais tradicionais eventos do RS.

I I
Quando a Antártica adquiriu o controle acionário da Serramalte em 1980 à unidade de Feliz também entrou no pacote. Posteriormente ela foi fechada, mas o Festival do Chopp mantido e ampliado desde então. Feliz é, ao lado da Oktoberfest de Santa Cruz do Sul e Blumenau, uma referência no turismo de eventos no sul do Brasil. Há muitos anos a cidade de 12 mil habitantes realiza o Encontro de Cervejarias Artesanais. Case no setor que mais cresce, o município recebe milhares de turistas a cada edição da Festa Nacional das Amoras, Morangos e Chantilly, a Fenamor.

I I I
Mesmo nos lugares mais ermos do país o nome da cidade de Getúlio Vargas continua sendo associado à Serramalte. Diferentemente de Feliz nenhum evento relacionado a mais popular bebida brasileira acontece atualmente no município que vai comemorar seu 84 anos. Já Ipiranga do Sul realiza ininterruptamente desde 1968 seu Baile do Chopp. A quantidade de festivais e bailes da cerveja e do chope realizados na terra da Serramalte no passado pode ser mensurada na quantidade de canecos preservados no Museu do Instituto Histórico. Personalizados para cada ocasião os canecos eram encomendados ao senhor Artêmio Riquetti, representante das Porcelanas São Joaquim, ainda existente em Pedreiras, no interior de São Paulo.

Curtas:
# O ex. prefeito de Erechim, Antônio Dexheimer, terá que esperar para poder se filiar e ter sua ficha abonada pelos dirigentes do PSL no RS.
# A entrada de Dexheimer no partido do presidente eleito Jair Bolsonaro, agendada para o dia 30 de novembro, foi cancelada.
# Em Getúlio Vargas o novíssimo PSL está prestes a empossar sua comissão provisória e estrear no pleito municipal de 2020.
# Estão em curso as obras de pavimentação asfáltica nas entradas a cidade de Getúlio Vargas pelos trevos sul e norte da ERS-135.
# De igual modo do trecho que liga a rodovia ao Campus III da Faculdade Ideau e do Hospital Veterinário.
# Entre quarta e sexta-feira passadas, professores e profissionais da participaram em Ipiranga do Sul do Fórum Regional de Educação.
# Na solenidade de abertura a Secretaria Municipal da Educação, que tem como titular a professora Stelamaris Schio Hanh, lançou a Revista Ensinando e Aprendendo.
# O prefeito Mário Ceron (PTB) atribuiu a busca pelo aperfeiçoamento dos professores à posição de destaque obtida pelo município no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).
Dito & Feito:
A Câmara de Vereadores de Estação aprovou projeto enviado pelo Executivo que concede incentivos fiscais a empresa Oleoplan S.A.




Ponto de Vista

Segunda-Feira, 12/11/2018 às 06:00, por Neivo A. T. Fabris

A Frinape se consolidou ao longo dos últimos cinquenta anos como vitrine do potencial econômico e cultural de Erechim e região. Desde sexta-feira (09), e nos próximos sete dias, milhares de pessoas vão passar pelos pavilhões da Indústria e Comércio, Agricultura Familiar, Fenamate, Salão da Inovação e nos estandes externos. De igual modo na Cidade da Cultura e outros tantos espaços distribuídos no Parque de Exposição. Sua primeira edição foi realizada entre os dias 22 de outubro e seis de novembro de 1966. Desde então foram outras quinze, incluindo a deste ano.


II
A primeira que lembro ter participado foi na III Frinape e a I Festa Nacional do Chimarrão, no ano de 1982, Dez anos após, na V Frinape, e nas demais, até a edição 2015, lá estive como profissional da imprensa. São inúmeras as lembranças da maior feira do Norte do RS. Na Frinape 1995 realizei uma entrevista memorável com o saudoso Lauri Hoppen, coordenador da III Fenamate. Primeiro prefeito de Erebango (1989-1992) e diretor-presidente da Ervateira Hoppen & Petry, era um entusiasta do setor ervateiro que remonta aos anos iniciais do século passado, ainda antes da colonização.


III
Do primeiro pavilhão edificado no início da década de oitenta do século passado, até a inauguração do Polo da Cultura, que dispensa comentário, os investimentos no Parque de Exposição localizado no bairro que leva o nome da feira, foram sendo edificados a cada edição. O intervalo entre II a III Frinape, ocorrida em 1982, foi de 14 anos. As demais ocorreram em média a cada três anos, revelando a complexidade e os desafios em promover eventos de grande porte, mesmo com a infraestrutura disponível. Quando das comemorações dos 50 anos do município de Getúlio Vargas foi realizada a 1ª Exposição Agropecuária e a 1ª Mostra Industrial e Comercial.
 
IV
A parceria do poder público com a Accias. CDL, Sindicato Rural de Getúlio Vargas e Sutraf garantiu a continuidade da feira que passou a se chamar Expoincar (Exposição Industrial, Comercial, de Agropecuária e Serviços). A II e a III Expoincar ainda foram realizadas no Parque Cinquentenário, do Sindicato Rural. A quarta edição, no ano de 1999, foi no entorno da Prefeitura Municipal, e a quinta, em 2002, no Centro Esportivo Municipal. As últimas duas, em 2005 e 2007, a VI e VII, nos pavilhões da antiga Cervejaria Serramalte, tiveram recorde de público e vendas. 
 
Curtas:
# De partido nanico a expoente na próxima legislatura da Câmara Federal o PSL se expande de olho nas eleições municipais de 2020.
# Dirigentes do PSL de Erechim e membros de comissões provisórias da sigla de diferentes cidades da região realizam encontro no próximo dia 30.
# Além dos deputados eleitos pelo PSL para o Palácio Farroupilha Carmem Flores, candidata do partido de Bolsonaro ao Senado confirmou presença.
# Quarta candidata mais votada para a Câmara Alta, Carmem Flores fez mais de 1,5 milhões de votos no Estado.
# Em Getúlio Vargas ela recebeu 2.500 votos, ficando atrás de Luiz Carlos Heinze (PP) e de Beto Albuquerque (PSB).
# Os prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Alto Uruguai estiveram reunidos na manhã de quinta-feira (08) na sede da entidade, em Erechim.
# Na pauta do encontro o relato da comitiva que esteve em Brasília na busca de recursos para o projeto do Novo Complexo Hospitalar FHST.
# Os gestores também foram informados do projeto de extensão da Universidade Federal Fronteira Sul que passará a oferecer o curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.


Dito & Feito:
A Prefeitura Municipal de Estação abre inscrições para o Concurso Público que acontece no mês de dezembro. As vagas são para Motorista, Operador de Máquinas e Professor. As inscrições iniciam nesta segunda-feir




Ideias não são metais que se fundem *

Segunda-Feira, 05/11/2018 às 06:00, por Neivo A. T. Fabris

Os argumentos do governador José Ivo Sartori (MDB) para que os rio-grandenses quebrassem o paradigma e o reelegesse tiveram a resposta de 46,83% dos eleitores. No pleito de 1998, quando pela primeira vez desde o quinto e último governo de Borges de Medeiros (1923 – 1927) um governador pode disputar a reeleição no RS. Antônio Britto foi derrotado no segundo turno e nenhum outro inquilino do Piratini desde então logrou êxito. A emenda a Constituição permitindo a reeleição do presidente da República aprovada no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) foi estendida aos governadores e prefeitos.


II
Ao longo da Primeira República (1889 – 1930) a Constituição de 1892 vetava a reeleição de presidente. O mesmo ficou estabelecido nas Constituições estaduais, com exceção a do RS. A Carta Gaúcha, aprovada pela Assembleia Estadual no dia 14 de julho de 1891 legitimava a reeleição do governador (na época presidente). De igual modo concentrava em suas mãos as funções legislativas. Cabia aos deputados estaduais, que se reuniam entre novembro e dezembro, apenas aprovar as contas do executivo e o orçamento para o exercício seguinte.


III
O fato de Júlio Prates de Castilhos ter redigido de próprio cunho a Constituição não foi o único ponto de discórdia com a oposição. Gaspar Silveira Martins e seus correligionários eram contrários à nomeação do vice-governador e não admitiam que além do poder executivo o chefe de governo tivesse tamanha ingerência nos outros dois. Por conta deste quadro que no ano de 1893 teve início a Revolução Federalista. Conhecida também como Revolução da Degola colocou em campos opostos Republicanos e Federalistas e até seu final, em 1895, foram contabilizadas mais de dez mil mortes nos dois lados.


IV
Com a vitória dos Castilhistas o Partido Republicano Riograndense (PRR) se consolidou no poder. As primeiras décadas do regime inaugurado em 15 de novembro de 1889 foram do mais absoluto domínio do PRR, inclusive nos municípios. Foi preciso outra Guerra Civil, no ano de 1923, esta mais curta, mas não menos fraticida para a mudança na Constituição estadual que pôs fim a reeleição. Os quinze anos da segunda República (1930 – 1945) não foram suficientes para que as feridas cicatrizassem. Tão pouco no período seguinte. Esta pode ser uma das tantas teses acerca da resistência a reeleição para baixo do Mampituba.

Frase atribuída a Gaspar Silveira Martins *
 
Curtas:
# O presidente eleito no segundo turno venceu nos seis municípios da 70ª Zona Eleitoral.
# Dos 32 municípios que integram a Amau Jair Bolsonaro (PSL) foi o mais votado em 27 e Fernando Haddad (PT) em cinco.
# Os melhores desempenhos do presidente eleito foram em Ipiranga do Sul (78,05%), Campinas do Sul (75,84%), Getúlio Vargas (73,30%). Gaurama (72,76%), Erechim (71,93%) e Estação (70,37%).
# Dos votos válidos em Itatiba do Sul, município administrado pela prefeita Adriana Tozzo (PT), Fernando Haddad (PT) recebeu 62,66% dos votos.
# Em três municípios da 70ª Zona Eleitoral Eduardo Leite (PSDB), governador eleito, venceu em Floriano Peixoto (55,88%), Sertão (54,23%) e Erebango (52,84%).
# O governador José Ivo Sartori (MDB) foi o mais votado em Estação (53,92%), Ipiranga do Sul (52,89%), e Getúlio Vargas (50,70%).
# O MDB do Alto Uruguai cerrou a campanha no segundo turno na reeleição do governador José Ivo Sartori (MDB).
# Apontava a vitória de Sartori com a chance real de Paulo Polis (MDB), ex. prefeito de Erechim e segundo suplente da futura bancada da sigla na Câmara, representar o Alto Uruguai no Congresso.
# O deputado Darcisio Perondi (MDB), primeiro suplente do MDB gaúcho para a legislatura 2019 – 2020 torce para que algum dos deputados eleitos pelo partido seja convidado para compor o governo Bolsonaro.
# E por falar em próximo governo as especulações em torno dos nomes que poderão ser nomeados para as coordenadorias regionais replicam na rádio corredor.
# Os atuais titulares da 11 ª Coordenadorias Regional da Saúde, 15ª de Educação, e da Agricultura são quadros do MDB.
# O mesmo com o chefe do Escritório Regional da Emate, o ex. prefeito de Ipiranga do Sul, Gilberto Tonello.
# Além do PSDB a coligação que venceu a eleição estadual é formada pelo PTB, PP, PPS, PRB, PHS e Rede, que devem partilhar entre si os cargos de segundo e terceiro escalão.


Dito & Feito:
A comissão executiva da Frinape 2018 acompanhada da Corte esteve em Porto Alegre na quarta-feira (31) para divulgar o evento que acontece em Erechim entre nove e 18 de novembro no Parque da ACCIE, em Erechim. 




Ponto de vista

Segunda-Feira, 29/10/2018 às 06:00, por Neivo A. T. Fabris

As Câmaras Municipais de Vereadores terão até o dia 30 de novembro para aprovarem o orçamento do próximo ano. Em Getúlio Vargas a peça que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei orçamentária de 2019 foi enviada ao legislativo ainda em setembro. A LDO 2019 está disponível no site da Câmara. Com os anexos possuí mais de três centenas de páginas, o que deverá consumir incontáveis horas de análise aos integrantes da casa legislativa.


II

O Anexo IV da LDO fixa entre outros R$17.500,00 para a conservação do Centro Administrativo Municipal; R$87.600,00 para os prédios escolares próprios; R$72.500,00 para combate as cheias; e, R$63.750,00 para a infraestrutura rural. Para o programa de vide-monitoramento o investimento previsto é de R$60.000,00, e para as obras de instalação da ciclovia R$10.000,00.


III
O peso dos investimentos na área da educação pode ser medido na previsão de recursos próprios de R$333.559,84 para a merenda escolar. A manutenção da educação de crianças de 0 a 5 anos, outro exemplo, prevê R$1.118.567,86. Para a manutenção do ensino fundamental R$3.808.272,00, sendo 60% recursos do Fundeb. Para a manutenção das atividades da Secretaria de Educação R$2.864.346,97.


IV
As pastas da Saúde, Obras e Viação, são depois da Educação, as que contam com o maior volume de recursos. A previsão do orçamento para o próximo ano, o terceiro do prefeito Maurício Soligo (PP) e do vice-prefeito Elgido Pasa (PP) é de R$55.537.170,39. Neste ano a receita total prevista do município é de R$48.872.286,00. Para 2019 o orçamento poderá ter em relação ao atual um aumento de R$6.664.884,00. É crível que a reforma tributária aprovada nesse ano pelos vereadores contribuiu.


Curtas:
# A Secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo de Estação formalizou o pedido de demissão do cargo na tarde de quarta-feira (24).
# A decisão tomada pela professora Denise M. Bordin Spadari foi acompanhada pela equipe da SMECDT e pelas diretoras da rede municipal de ensino.
# O secretário Luiz Angelo Tonin (MDB), titular da pasta da Administração, confirmou a este escriba que o pedido foi protocolado.
# E ainda, que o assunto iria ser analisado pelo prefeito Humildes Camargo (MDB) e a assessoria jurídica do município.
# O assunto repercute na rádio corredor da Prefeitura instalada no número 95 da Rua Fiorello Piazzetta.
# As relações entre o chefe do executivo e a vice-prefeita Maria Helena Tonin (PPS), já abaladas, teriam se agravado na campanha eleitoral em curso.
# O prefeito apoia à reeleição do governador José Ivo Sartori (MDB) e a vice-prefeita a eleição de Eduardo Leite (PSDB).
# Independentemente do resultado da eleição de domingo (28) as portas do Piratini estarão abertas para um ou outro, e até para ambos.
# A Câmara de Vereadores realizou na noite de quinta-feira (25) uma sessão solene em homenagem aos 50 anos do Sindicato Rural de Getúlio Vargas.
# A entidade presidida por Sidinei Beledelli comemorou a efeméride ainda no mês de junho quando inaugurou o Auditório Otávio Cyro Boff.
# Com mais de duas centenas de associados o Sindicato Rural tem como área de atuação os municípios de Getúlio Vargas, Estação, Erebango, Ipiranga do Sul e Floriano Peixoto.


Dito & feito:
Representantes de empresas de Charrua e lideranças municipais se reuniram, na noite desta quinta-feira (25/10), para discutir sobre o retorno da Associação Comercial, Industrial, de Serviços e Agropecuária de Charrua (Acisac). A associação, que foi fundada em 1999, está inativa desde 2015.




PUBLICIDADE


PUBLICIDADE