PUBLICIDADE

Colunistas


Coluna Saul Spinelli

Terça-Feira, 20/06/2017 às 08:00, por Saul Spinelli

Câncer

É urgente consolidarmos politicas públicas para prevenção e tratamento do câncer, doença que cresce no mundo inteiro e cada vez mais mata pessoas jovens. Temos muitos fatores que implicam no crescimento da doença mas a alimentação é campeã.

Câncer II

Hoje o consumo de refrigerantes, salgadinhos, bolachas , embutidos entre outros tem sido responsável pela obesidade de crianças e adolescentes. Temos no Brasil 30% de crianças obesas, diabéticas e hipertensas. O médico Pablo Santiago tem sido um grande defensor de uma discussão ampla e mudanças de hábitos alimentares.

Pablo Santiago

Ele que trata crianças com câncer, sabe como ninguém os fatores causadores desta doença. O papel dos médicos nos postos de saúde dos bairros é definitivo para descobrirmos de forma precoce a doença e pode tratar e salvar nossas crianças.

Cuidado pode ser câncer

Campanha Nacional defende as observações necessárias para que possam ser descobertos tumores no seu inicio. Isto é necessário principalmente em crianças que nem sempre conseguem manifestar as dores e sintomas iniciais. “ O câncer não é uma sentença de morte e pode ser prevenido”  Daniel Deheinzelin – Hospital do câncer de São Paulo.

Competência

O exame em uma criança de sete meses por um pediatra competente e dedicado fez com que fosse descoberto um câncer em um dos rins. A descoberta precoce foi determinante para que este pequeno anjo tenha realmente o tratamento e cura. Vamos torcer para que tudo de certo.

Centro Oncologia

Completou um ano a construção do Centro Infanto Juvenil de Oncologia no Hospital São Vicente de Paulo e parabenizo todos os envolvidos e de forma especial nossa equipe. Enfermeiras, Técnicas e médicos. Todos que fazem a diferença.

Centro Oncologia II

Destaco o amigo Pablo Santiago, médico que fez a diferença. Humano e visionário que lá em 2012 nos procurou com este projeto e sua visão consolidada para politicas públicas de prevenção e tratamento do câncer.

Beto Albuquerque

Beto Albuquerque garantiu emenda parlamentar de R$ 800 mil para esta obra e também enviou mais de R$ 3 milhões de emenda para o Hospital Municipal. Beto tem em sua carreira o comprometimento em obras e programas de saúde nos hospitais de Passo Fundo e região. No Centro de Oncologia Beto foi um politico que acreditou e se empenha agora para o Centro de Transplante de medula óssea.

Luciano Azevedo

Neste projeto o Prefeito Luciano Azevedo foi sensível e responsável no momento do debate para destinar professores para as crianças que ficam com internação prolongada. Tema levantado pela Promotora Ana Cristina Ferrareze e que hoje é referência no Brasil inteiro. Município faz historia, parabéns Prefeito.

Mauro Moreira

Nosso amigo, Veterinário Mauro Moreira tem defendido um debate amplo para ampliação da bacia leiteira em Passo Fundo para que Passo Fundo seja contemplado na aquisição de leite pela Italac. Com ampliação da empresa e consolidação de indústria fabricante de leite condensado será necessário uma bacia leiteira que contemple a demanda.  Mauro é Presidente da Associação dos Veterinários da região, referência como lideranças estadual.  Boa pauta.

SIM

Tramita na Câmara o projeto 251/2017 de autoria do Executivo que dispõe sobre o Serviço Municipal e procedimentos de Inspeção Sanitária dos produtos de origem animal. Este projeto certamente resultará em geração de empregos e renda, pois possibilita a ampliação da venda de produtos para outros municípios. Empresas que hoje não podem ampliar suas vendas pela falta deste selo. Parabéns aos envolvidos e pauta defendida pelo amigo Mauro Moreira que tem visitado muitas empresas que reivindicam  este selo.

Delegacia de Idosos

A Rádio Uirapuru destacou no programa Sem Segredo o tema “Estamos cuidados de nossos idosos?”. Certamente não estamos e os ouvinte através do whats mostra que muitos idosos passam por humilhações e grande parte pelos seus familiares. A cada dez minutos, um idoso sofre maus tratos no Brasil. Bom tema, parabéns. 




Coluna Saul Spinelli

Terça-Feira, 13/06/2017 às 08:00, por Saul Spinelli

Competência e sensibilidade

Poderia encontrar mil predicados para um profissional de medicina que atua de forma completa em sua missão de salvar vidas. Médico que conversa com seus pacientes sejam eles particulares ou do SUS. Médicos que tocam no paciente e com isto conseguem descobrir mais com menos. Isto mesmo, com menos exames. Dias deste uma mãe foi fazer uma consulta de rotina com o seu bebê de sete meses e pela competência e sensibilidade do pediatra foi descoberto um tumor. Imagina você com seu filho de sete meses e descobre que ele tem um tumor. Imediatamente foi para o tratamento e consequentemente cirurgia. Com a graça de Deus o bebê passa bem e parabenizo à mãe que mesmo parecendo tudo normal foi ao pediatra e ao profissional que desconfiou ao fazer o exame com as mãos no corpinho deste anjo.

Prontuário

Muitos médicos decidem por prontuário e nem mesmo conhecem a cara do paciente. Triste que assim aconteça e acontece todos os dias. Precisamos humanizar a medicina, fazer com que os médicos queiram conhecer seus pacientes, saber o que comem, como vivem, histórico familiar, olhar nos olhos, ouvir o coração e pulmão. Isto é mais do que necessário, se faz urgente para que possamos salvar vidas.

Profissões

Na festa de uma referida escola foram escolhidas profissões que demostram que a vida não deu certo. Doméstica, pedreiro, gari e por aí vai. Gostaria de saber como ficaríamos se os garis de Passo Fundo ficassem apenas um dia sem recolher os lixos e se todas as residências fossem obrigadas a condicionarem os mesmos dentro de casa.

Profissões II

Se as domésticas faltassem, pedreiros, eletricistas, parteiras, operadores de máquinas, motoristas e qualquer outra profissão. Vivemos em um mundo que define teu sucesso pelo dinheiro e status e neste mesmo mundo conheço pessoas humildes que vivem a plenitude de sua felicidade mesmo ganhando um salário mínimo. Preconceito idiota de uma parcela da sociedade que já mostra para que veio.

Enfermagem

Vamos fazer uma análise para avaliarmos o papel de cada um. Se hoje todos os técnicos de enfermagem e enfermeiros dos hospitais de Passo Fundo parassem e dos ambulatórios públicos também. Como seriamos atendidos? Como ficariam as nossas medicações? Isto mesmo, pois na maioria das vezes quem nos atende e nos cuida são estes profissionais e não os médicos que deveriam estar mais próximos dos seus pacientes. Claro que não generalizamos, mas isto que acontece é público e notório.

Enfermagem II

Vejamos a questão salarial. Uns recebem menos de R$1.000.00 e outros menos de R$ 2.000.00, enquanto temos profissionais na saúde com R$ 100.000.00 e até R$ 500.000.00 por mês. Não discuto aqui a capacidade e merecimento, mas hoje o atendimento primeiro é feito por profissionais que estão com carga horária acima do aceitável e salários achatados em comparação com nossa região. Chegou a hora de olharmos com mais humanidade as relações entre pessoas e com isto efetivamente tratarmos com respeito quem precisa de saúde, mas também de muito respeito.

Idosos

Hoje temos um grande problema em nossa sociedade. A maldade que algumas famílias fazem com seus idosos é desumano e caso de polícia. Maus tratos, fome e cárcere privado são algumas das situações que nossos idosos passam no dia a dia. O Creas - Centro de Referência especializado em Assistência Social atende mais de 70 casos por mês com direitos violados envolvendo idosos. Já no Ministério Público e mais Defensoria Pública este número sobe para 200. Grave, gravíssimo e temos que urgente começar a punir pessoas que ousam faltar com a lei e com amor àqueles que muito contribuíram para nossa sociedade.

Idosos 

O caso é tão grave que temos situações que os familiares se apropriam das casas dos idosos e jogam os mesmos para internações, abandonando os velhinhos de vez. Imagina você ser retirado de sua casa, onde você viveu mais da metade  da sua vida sem ao menos tua aprovação. Triste, muito triste. Sabemos que internações muitas vezes se fazem necessárias para garantir a saúde dos idosos e que temos clínicas altamente competente e até mesmo com muito amor e carinho aos nossos idosos, mas não são poucas situações que os familiares sequer visitam os seus pais ou avós. As Clínicas fazem o papel importante e por isto temos idosos que somente estão vivos por estarem internados, pois em suas casas o abandono é total. Um tema a ser debatido com a necessidade urgente de políticas públicas.




Coluna Saul Spinelli

Terça-Feira, 06/06/2017 às 08:00, por Saul Spinelli

Alagamentos

Acompanho a vida de nossa cidade há quarenta nos e sempre tal como líder comunitário ou repórter. Os alagamentos na década de 90 eram em pontos conhecidos e a maioria em áreas ribeirinhas. Ipiranga, Vila Annes, Bom Jesus, Entre Rios e Vitor Issler.

Alagamentos II

Nos últimos dias choveu o que chove em três meses e como não podia ser ao contrário, muitos alagamentos. Pouco tempo e muita água e o Rio Grande do Sul com inúmeros problemas.

Alagamentos III

Nas proximidades da rodoviária os alagamentos tomaram ruas e pátios e a canalização pluvial não foi suficiente. Muitos pontos alagados não tinham problemas com fluxo da água. Infelizmente o que tanto queremos seja a pavimentação 100%, maior ocupação do solo , falta de manutenção nos bueiros, lixo entupindo canalizações são algumas das causas de alagamentos em pontos novos da cidade. Tudo envolve nesta questão dos alagamentos.

Culpado

A maneira mais fácil de encerrar este debate é dizer que a culpa é da gestão ou da população. Seria fácil, mas não é. A culpa é de todos nós e desta forma todos podemos fazer a diferença e melhorar a situação. Melhorar a limpeza sim, reciclar nosso lixo também, diminuir o cimento e aumentar a grama é uma ideia boa também.

Fundo compartilhado

Tenho falado com algumas lideranças na necessidade de protocolarmos projetos de obras de drenagem junto ao fundo compartilhado da CORSAN, fundo que tive o privilégio de colaborar na sua criação.

Fundo compartilhado II

Desde sua criação há seis anos houve o depósito de R$ 16 milhões e algumas obras de drenagem podem ser feitas com tal verba. Podemos ver obras necessárias na Vila Nova, Ipiranga, Vitor Issler, Vila Carmem, Schisler, Entre Rios e Centro. Obras pequenas que colaborem no fluxo da água.

Dragagem

Na Vila Ipiranga e Vila Nova os moradores esperam há dez anos obras de dragagem nas sangas das respectivas comunidades. Obras necessárias, assim como plantio de vegetação para evitar erosão. Projetos necessários para serem implementados com verba do fundo compartilhado. Este era o principal objetivo quando de sua criação.

Espera

Catarina Azeredo emprestou seu terreno para uma canalização comunitária, mas aguarda a conclusão da obra para poder construir a casa para filha. Na época esgoto construído na porta de sua casa e esgoto cloacal em dias de sol obriga a moradora fechar janelas e portas. Obra também para o fundo compartilhado da CORSAN.

Esgoto Cloacal

Este tema avançou e me orgulho de ter participado na criação do fundo compartilhado e também do fundo para universalização da coleta e tratamento de esgoto. Acredito que este é o caminho. Diálogo, persistência e ação.

BOE

O Presidente da UAMPAF, Luiz Valendorf acompanhado deste colunista e ainda de outros lideres comunitários entregou para o Governador Sartori o pedido de volta dos policiais do BOE. Governador prometeu para julho a volta e foi questionado o porquê Passo Fundo perdeu 100% dos policiais enquanto Santa Maria 50%. Passo Fundo é a 7° economia do Estado e não tem explicação o descaso do Estado em muitas áreas.

Casa da polícia

Uma vergonha histórica e faço sempre questão de escrever o quanto perdemos pelo fim de deposito de verbas no CONSEPRO. O Conselho teve atuação firme e competente na construção da Casa da policia nos anos 90 e quando passou a gestão para o Estado tudo parou.

Polícia

Mesmo com falta de efetivo e estrutura as policia Civil e Brigada Militar são competentes em suas ações. Prendem bandidos e fazem a sua parte, esta na hora do Governo fazer a sua.

Parcelamento

Quem defende parcelamento de salários, deveria ter o seu parcelado ai com certeza teria condições de avaliar o estrago que faz na vida das pessoas. Mas do que na hora de dar soluções e não desculpas.

Lei dos bancos

Paulo Neckel, Vereador do PMDB apresentou lei que aumenta a multa dos bancos caso não respeite o tempo de meia hora nas filas. Parabéns vereador e também ao Rogério Silva, Diretor da Faculdade de Direito da UPF e defensor consolidado do consumidor. Na mesma lei o Vereador prevê o deposito das multas no Fundo Municipal do Consumidor. Avanço para Passo Fundo. 




Coluna Saul Spinelli

Terça-Feira, 30/05/2017 às 08:00, por Saul Spinelli

Folclore

O II Congresso Internacional de Folclore foi um sucesso em Passo Fundo, levando cultura para nossos bairros e vilas. Invadindo nossas escolas com apresentações que prestigiam a cultura de nossos povos. Parabéns aos nossos voluntários que fazem a diferença e mostram que quando existe vontade, não tem falta de dinheiro que impede o sucesso. Parabéns Gustavo Maias que Coordenou este grupo que merece aplausos e foram sete países que espalharam alegrias pelas nossas ruas e nossos educandários. Avante e que venha o III evento.

LBV

Ontem estivemos com o Prefeito Luciano Azevedo reunidos com a Direção da LBV que pretende instalar uma unidade em Passo Fundo. De forma objetiva e criteriosa o Chefe do Executivo conduz este projeto com responsabilidade e logo teremos o sinal positivo para a vinda desta entidade que prevê atendimento de 300 crianças e mais familiares.

LBV II

No mundo inteiro a LBV atende famílias e promove a paz com seu trabalho e isto colabora efetivamente para o combate de drogas, prostituição e outras tantas formas de abandono. A divida social que temos com nossas comunidades é impagável e quanto mais tempo passa os prejuízos são irreversíveis. Na grande Santa Marta a construção de Unidade Básica de Saúde, Escola de Ensino Infantil e Escola de Ensino Fundamental enfrenta uma divida de décadas com uma das comunidades mais antigas de Passo Fundo.

Sartori

Governador Ivo Sartori falou ontem quando anunciava a ampliação da ITALAC que em julho, os 90 policiais do BOE retornam para a cidade. Em documento entregue pela UAMPAF solicitando este pleito o Governador referiu-se que estes policiais são de ações regionais e passível de deslocamento. Em Passo Fundo foram os 90 policiais  e Santa Maria apenas 50%, ou seja critério diferente para um município que aumentou seus índices de violência e responde pela 7° economia do Estado.

Violência

Os problemas na Rua Independência devido à baderna e confusão de bebidas, drogas e prostituição são pontuais e de algumas pessoas. Não são todos que frequentam aquela rua e nem mesmo em todos os estabelecimentos comerciais. Temos que separar o joio do trigo e também olharmos para o resto de nossa cidade pois a cada dia a bandidagem cresce, ocupa espaços públicos e aproveita a omissão do Estado que apenas justifica crise financeira. Impostos altos, cobrança agilizada e desta forma precisamos de competência na prestação de serviços.

Corsan

Que dificuldade para conversar com o Presidente Flávio Ferreira Bresser da CORSAN. Uma audiência solicitada há mais de um ano e mesmo o Presidente ter vindo em Passo Fundo várias vezes não encontrou espaço na agenda. Estranho pois o amigo poderia ter levado em consideração a nossa luta pela defesa da CORSAN e também pela pauta social. Falamos com tudo que é liderança e nenhuma deu muito importância.

Corsan II

Quando falo que a pauta é social me refiro aos investimentos sociais em projetos de crianças e idosos que a CORSAN poderia ter, mas vira as costas para o debate destes projetos. Passo Fundo não conta com o respeito que merece e o Presidente visita para assinar projetos com verbas que seus antecessores, Respeito é o que baliza o relacionamento das pessoas.

FRACAB

A Federação Gaúcha das Associações de Moradores elegeu novo Presidente, Arnobio Mulet Pereira. Depois de uma apatia que ultrapassou dez anos e por isto acredito que nosso amigo e combativo líder fará a diferença. Teremos em breve uma unidade da Federação em nossa cidade que atenderá inúmeros municípios.

Idosos

Nossos idosos hoje sofrem hoje com maus tratos de seus filhos e netos. Seja fisicamente ou financeiramente, mas precisamos agilizar o fortalecimento da rede que presta atendimento, fiscaliza e pune. Hoje é lamentável vermos condições de alguns idosos e de outro lado trotes e denuncias inverídicas.

Deputado Federal

Passo Fundo paga caro a falta de um representante na Câmara Federal e diariamente vemos entidades não receberem verbas e projetos arquivados por falta de apoio. Uma cidade de 200 mil habitantes e 140 mil eleitores com nenhum Deputado Federal e apenas um Deputado Estadual. Perde verbas e representação Federal.

Voluntários

Meus amigos, os países que crescem e desenvolvem-se contam com participação efetiva da comunidade. Não existe milagre e temos que efetivamente ocupar as Escolas, Sindicatos, Associações de Moradores e conselhos. Desta forma teremos um País com menos influência dos políticos. Em 2018 teremos eleições e oportunidade que os eleitores têm de demitir os que não trabalham e eleger novos representantes. 

Escolas

Temos hoje várias escolas que reúnem os pais de seus alunos. Escola com 500 alunos e reuniões com 40 pais. Pais que não conhecem os professores de seus filhos, amigo dos seus filhos, desconhecem os ambientes frequentados pelos seus filhos. Triste, mas é realidade. Temos que urgente fazer com que as nossas famílias encontrem tempo para estarem presentes nas escolas. Escola é a alma da comunidade e a participação faz a diferença.




Coluna Saul Spinelli

Terça-Feira, 16/05/2017 às 08:00, por Saul Spinelli

Onde erramos

Historicamente todos sabem do potencial da Roselândia para um grande Parque Turístico e mesmo com envolvimento de várias lideranças os projetos são saíram do papel. Onde erramos ? se teremos que ter P.P.P. Parceria Pública Privada que assim seja, mas estamos mais do que na hora de avançar com grande projetos. Uma caminhada de 1.000 KM se inicia pelo primeiro passo.

Roselândia

Vejo matéria em 1998 anunciando o polo turístico e antes em 1993 houve a visita do Prefeito da época que também se admirou e comprometeu-se avançar com o projeto.   Certamente o turismo é uma arma poderosa para incrementar o crescimento do País. Devemos ter este projeto como pauta e sabemos que a União tem verba para entidades ou empresas que desejem implementar o grande Parque Turístico. A famosa indústria sem chaminé.

Ronaldo Rosa

Vereador do Solidariedade fez seu Grande Expediente e como não podia ser diferente , mostrou trabalho. Parabéns meu amigo. Filho do saudoso Julio Rosa e sua esposa Maria, Ronaldo segue os passos do pai. Orgulho de ti meu colega.

Ronaldo Rosa II

Entre outras ações o Ronaldo apresentou projeto que transforma o uniforme escolar como política de Estado. Iniciativa do Prefeito Luciano Azevedo que resgatou uma divida social histórica com nossa cidade.

Acessos

Um grande problema que temos na cidade são os acessos aos bairros Jardim América, Santa Marta, Xangrilá, Parque do Sol e Morada do Sol. Os acessos no Distrito Industrial Paulo Rossato e na comunidade Santo Antão são pontos a serem urgentemente priorizados pelo DAER. O Estado deve devolver os impostos em obras aos nossos empresários e população em geral.

Acessos

Acredito que uma força tarefa com o Estado e Prefeitura poderemos chegar com intervenção pontual de algumas obras nestes locais. Iluminação, sinalização, acostamento e outras ações que são necessárias.

Distrito Industrial

Esperar e esperar é o que nossos empresários fazem. Além de esperar pagam impostos pois obras importantes para a chegada e saída de cargas e uma disciplina necessária para o trânsito não acontecem. O Distrito Paulo Rossato possui muitas empresas e estas geram empregos e renda. O Estado chora falta de dinheiro, mas temos que com certeza avançar nesta discussão.

Assessoria da Câmara

Parabéns para a Assessoria Técnica concursada do Legislativo Municipal que tem sido competente na agilização dos projetos em tramitação. Temos visto projetos importantes analisados e pautados antes de votação por técnicos competentes.

Presidio

Temos a pauta parada há dez anos. Tem dinheiro, tem área e acontece o que amigos? Cada reunião uma desculpa. Repito, teve dinheiro, teve área e tem a necessidade. Falta o que amigos, senão vontade política e uma dose de humildade de quem faz gestão e tem obrigação de resolver estes problemas. Com a palavra nossos Deputados de Porto Alegre e Brasília.  Sapo enterrado.

Aeroporto

Tem dinheiro, tem projeto aprovado e nossas esperanças estão agora na última noticia que em junho próximo teremos a licitação. Mais um sapo em enterrado.

Casa da polícia

Uma novela que só não chegou ao fim porque tiraram a verba do CONSEPRO. Vergonha total, pois há mais de dez anos a obra inacabada e cada Governo mente que vai enviar recursos. Coloquem parte das multas para o CONSEPRO administrar que o resto será resolvido. Mais um sapo enterrado. 




PUBLICIDADE


PUBLICIDADE