PUBLICIDADE

Esporte


Mudanças no PFF

Publicada em: 09/11/2018 - 14:00, por Redação ON

Rafa Míssio será mantido como goleiro titular e Nuno ainda briga por posição

Mudanças no PFF

Goleiro marcou na última partida

Crédito: Guilherme Canal / PFF

 

O torcedor que foi ao Capingui no último final de semana percebeu mudanças na escalação e na rotação do Passo Fundo Futsal. O técnico Alexandre Boeira promoveu uma troca entre os goleiros e no fixo da equipe. Para a partida de ida da semifinal da Série Prata, contra a AGE, Rafa será mantido no gol. O jogo está marcado para às 19h do próximo domingo (11), em Guaporé.

 

De acordo com o técnico Alexandre Boeira, as mudanças foram por opções técnicas. A primeira delas aconteceu no gol, quando o goleiro Zanco cedeu lugar a Rafa Míssio. O objetivo do técnico Alexandre Boeira era ter um goleiro com maior capacidade para trabalhar a bola com os pés e chutar de longe. A ideia funcionou dentro e fora de campo. Na quadra, Rafa utilizou o talento com os pés para marcar um dos gols e foi fundamental com as mãos para fazer grande defesas. A saída do goleiro titular em praticamente toda competição foi muito bem compreendida por Zanco, que correu para abraçar Rafa após o companheiro fazer uma defesa.

 

Outra mudança realizada pelo técnico Alexandre Boeira foi a saída do capitão Nuno da equipe titular. Como o PFF havia sido derrotado pela ADCH em Salto do Jacuí na primeira partida das quartas de final, a ideia do comandante era ter um jogador que dava mais velocidade ao jogo. Com isso, Dani Ottoni atuou pela maior parte do tempo e o capitão jogou alguns minutos na prorrogação. “O Nuno cadencia e controla mais o jogo”, explicou Alexandre.

 

No jogo contra a AGE, como o Ginásio Scalabrini possuí uma quadra com as menores dimensões permitidas na competição, Rafa será mantido como goleiro para utilizar o talento com os pés. A volta de Nuno para a equipe titular ainda é incerta, mas deve ser utilizado bastante ao decorrer dos minutos, conforme a necessidade da partida. Alexandre Boeira não terá nenhum desfalque para a partida de ida.

 

Concentração
Quando foi derrotado pela ADCH no jogo da ida das quartas de final, o PFF chegou a ir para o intervalo vencendo por 3 x 1 e acabou levando a virada na segunda etapa. “Isso serve de lição. Algumas coisas a gente só aprende na derrota”, ressalta Boeira, em relação ao nível de concentração da equipe. O mesmo placar se repetiu no intervalo do jogo da volta, mas desta vez o time do Capingui não deixou a vitória escapar. A AGE deve exigir maior concentração ainda do time de Passo Fundo, já que perdia de 3 x 0 e conseguiu empatar, forçar uma prorrogação e vencer o time de Lagoa que estava invicto em casa.

 

AGE
O grande destaque da equipe de Guaporé é Gregory. O artilheiro é o goleador máximo da competição, anotou três dos quatro gols contra Lagoa e atingiu a marca de 24 no total. “Queixo fez uma grande partida contra Lagoa, apesar de ter tomado três gols, se não fosse ele não teria classificado. Também tem o Purão, experiente e que vem jogando muito. A AGE se caracteriza muita pelas jogadas rápidas com o Gregory, sendo ajudado pelo Pedrinho e pelo Ticz. Na defesa Purão e Queixo muito bem”, destaca o radialista André Bresolin, que cobre a equipe de Guaporé.

 

Retrospecto
Quando se enfrentaram pela primeira fase da competição, o Passo Fundo Futsal venceu as duas partidas. Gui Fávero marcou três vezes e Romarinho outras duas e são os carrascos do adversário de Guaporé. No primeiro turno, vitória por 5 x 2 no Capingui. No returno, 2 x 1 para o PFF fora de casa.

 

Classificação
1- PFF – 49 pts
2- ABELC – 48
3- AMF – 43
4- AGE – 36

 

Semifinal
Sábado – 20h – AMF x ABELC – Marau
Domingo – 19h – AGE x PFF – Guaporé

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



PUBLICIDADE