PUBLICIDADE

Esporte


As finanças do Passo Fundo para a Divisão de Acesso

Publicada em: 04/01/2019 - 09:00, por Luiz Carlos Schneider

Clube tem dívida de R$ 900 mil e orçamento de R$ 550 mil para o Campeonato

As finanças do Passo Fundo para a Divisão de Acesso

Crédito: LC Schneider-ON

Com uma enorme dívida, o Esporte Clube Passo Fundo abrirá a temporada 2019 na próxima segunda-feira. Tratar de finanças e futebol exige atuações em áreas distintas. “Estamos atuando em duas frentes”, explicou o presidente Selvino Ferrão. Isso significa um orçamento separado para o futebol na temporada, quando o clube disputará a Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho. Serão R$ 550.000,00 para cinco meses e meio de futebol. Através de múltiplas ações, com apoio do Conselho Deliberativo, as finanças estão sendo sanadas. Elenco contratado, patrocínios e parcerias já dão um clima de campeonato no Vermelhão da Serra.

 

O custo do futebol
O orçamento, apresentado ao CD pelo vice-presidente de futebol Moisés Alves, é de 550 mil. São recursos necessários para manter um elenco de 24 atletas profissionais, 9 integrantes da comissão técnica e as despesas decorrentes do campeonato por quase seis meses. A folha de pagamentos ficará em torno de R$ 80 mil mensais. Os valores salariais variam de um teto máximo de R$ 5 mil para um mínimo de R$ 1.600, com média aproximada de R$ 3.500. Somem-se a isso outras despesas como a estrutura do estádio, alojamento, além das despesas com viagens que demandam em transporte, hospedagem e alimentação. Para completar o elenco, falta apenas finalizar a contratação de Rogerinho, um meia que vem do Náutico.

 

Os recursos para o futebol
O presidente Ferrão disse que a verba para o futebol virá de três fontes. “A maior parte é do patrocínio, especialmente nas camisas, outra parte virá da renda dos jogos e a última é de uma promoção interna”. Do patrocínio já estão garantidos R$ 130 mil. Além disso, há expectativa de mais R$ 100 mil, que seria uma espécie de “carta na manga”. Para fechar o orçamento ele conta com arrecadação em torno de 25 mil por jogos e mais 150 mil angariados em promoções internas. Dentre os patrocinadores máster estão confirmados Farmácias São João, BSBIOS, JR Cimentos, Sicredi, Mega Atacado e Turis Hotel. A lista deverá ser reforçada por mais duas empresas de grande porte. Além desses, há um incremento através das parcerias com Lojas Moretto, Plaxmetal, Clanel e Vassoler.

 

O dossiê da dívida
“A dívida é grande, mas estamos encontrando uma saída”, explicou o presidente. “Tem como sair, mas somente com a união de todos. Era de 1.200.000 e agora está mais ou menos em torno de 900 mil. Estamos tratando disso com o apoio do conselho do clube. Estamos elaborando um dossiê sobre a real situação do Passo Fundo. Nos próximos dias vamos apresentar isso para a torcida e a comunidade, para mostrar como a gente recebeu e como estamos trabalhando”, antecipou Ferrão.


Pré-temporada poderá ter amistoso com o Grêmio

Na próxima segunda-feira, 07/01, o EC Passo Fundo abrirá a temporada 2019. Além da habitual apresentação do elenco, também será conhecida a programação das atividades visando à disputa da Divisão de Acesso. Três jogos amistosos já estão acertados. Em 20 de janeiro receberá o Águas Clara de Viamão. Em 27 de janeiro, também no Vermelhão, enfrentará o Guarani de Venâncio Aires e em 03 de fevereiro retribuirá a visita ao Guarani. Um último teste está previsto para 10 de fevereiro, no Vermelhão. A intenção é trazer o Grêmio para jogar em Passo Fundo. Mas isso ainda depende da disponibilidade do time da Capital. A estreia do ECPF no campeonato será em Crissiumal, dia 17 de fevereiro, diante do Tupi.

 

O Passo Fundo em números

Orçamento para o campeonato: R$ 550.000,00
Folha de pagamento mensal: R$ 80.000,00
Elenco: 24 atletas
Comissão técnica: 9 profissionais
Maior salário: R$ 5.000,00
Menor salário: R$ 1.600,00
Média salarial: R$ 3.500,00

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE