PUBLICIDADE

Estado


Bonfanti assume comando dos Bombeiros

Publicada em: 09/01/2019 - 14:17

Ampliar agilidade em alvarás de incêndio é meta de novo comandante

Bonfanti assume comando dos Bombeiros

Crédito: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite acompanhou, na tarde desta terça-feira (8), a transmissão do cargo de comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul ao coronel César Eduardo Bonfanti. A solenidade ocorreu na sede do Grêmio Náutico União, em Porto Alegre. Bonfanti assume o cargo no lugar do coronel Cleber Valinodo Pereira. Ele deixa o posto de subcomandante para se tornar o segundo comandante-geral da corporação.

 

O coronel pretende dar continuidade ao trabalho feito por Pereira no aperfeiçoamento das ações de prevenção de incêndios. Para julho, está previsto o lançamento do sistema de licenciamento online, disponível em todo o Rio Grande do Sul, que trará agilidade à liberação de alvarás. “A instituição não quer ser vista como empecilho para o crescimento do Estado”, argumentou o novo comandante-geral. Bonfanti também se comprometeu a auxiliar o governo a reduzir gastos, e salientou que, em fevereiro deste ano, 150 novos servidores iniciarão o curso de formação. A previsão é de que a turma se forme no segundo semestre de 2019.

 

Leite prestigiou não só aqueles que assumirão o comando a partir de agora, como também quem cumpriu a difícil tarefa de reestruturar o Corpo de Bombeiros depois da desvinculação da Brigada Militar, em 2017. “A corporação é um exemplo, uma inspiração para crianças, para jovens e para a sociedade”, afirmou. Para o governador, o desafio do atual comando será o de conciliar a celeridade do processo de licenciamento com uma economia travada. “Não queremos dispensar a burocracia colocando a sociedade em risco. Temos de garantir o trabalho preventivo, ao mesmo tempo em que reconhecemos que a condição de geração de riquezas vem da iniciativa privada, que precisa de espaço para empreender”, ressaltou.

 

O governador também garantiu que os decretos anunciados na semana passada, que limitam as despesas públicas, não servirão para reduzir as condições de prestação de serviços à população. “Temos de reduzir a máquina pública para repassar esses recursos aos serviços essenciais. Segurança é uma prioridade”, assegurou.

 

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior reconheceu a importância do Corpo de Bombeiros. Além da missão essencial de salvamento e de proteção da população, Ranolfo também destacou a participação da corporação no processo de retomada do crescimento econômico do Estado.

Mais de 30 anos de experiência
Natural de Três de Maio, no Noroeste do estado, o coronel César Eduardo Bonfanti tem 49 anos e ingressou na corporação em 1987. Bacharel em Ciências Militares, possui especialização em Bombeiros para Oficiais, Administração Policial Militar, Políticas e Gestão em Segurança Pública, Prevenção e Controle de Sinistros, Prevenção e Controle de Incêndios, Legislação de Prevenção de Incêndios, Gestão Estratégica de Resultados na Segurança Pública, Gestão em Segurança Pública Comunitária e Administração Financeira e Orçamentária. Além disso, foi diretor do Departamento de Segurança e Proteção contra Incêndio dos Bombeiros.

 

A carreira do novo comandante-geral foi dedicada quase totalmente à instituição. Bonfanti comandou batalhões em diversos municípios gaúchos, como Porto Alegre, Passo Fundo e Santa Cruz do Sul. Na Brigada Militar, foi subdiretor da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas e da Penitenciária Estadual do Jacuí. Ao seu lado, assume, como subcomandante-geral, o coronel Lúcio Alex Ruzicki, natural de Porto Alegre. Ele tem 50 anos e entrou na corporação também em 1987.

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE