PUBLICIDADE

Região


7ª CRE realizou mais de 700 ações preventivas

Publicada em: 08/01/2019 - 07:00

No segundo semestre de 2018 foram registradas 944 ocorrências, o que representa 236 casos a menos do que o primeiro semestre

7ª CRE realizou mais de 700 ações preventivas

Projeto Amigo Acolhedor na EF Salomão Iochpe

Crédito: Divulgação

Durante o ano de 2018, a Comissão Interna de Prevenção a Acidentes e à Violência Escolar (CIPAVE)registrou 2.124 ocorrências e 797 ações com o objetivo de promover a paz nas escolas de área de abrangência da 7ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE). No total, 120 escolas são desta área de abrangência, sendo 38 instituições de Passo Fundo. No mapeamento realizado com 96 escolas credenciadas, dentre ocorrências como o bullying, depredações, agressões e uso de drogas, foram registradas 944 casos no 2º semestre de 2018, sendo 236 ocorrências a menos do que o 1º semestre do ano passado. O maior índice de ocorrências ficou por parte da indisciplina, com 451 casos. Também neste período, foram registradas 379 ações preventivas.


Segundo a assessora da Cipave da 7ª CRE, Vanusa Rossetto de Assis, embora apareça uma diminuição nas ações preventivas no 2º semestre, houve também diminuição nas ocorrências. Isso evidencia o caráter processual do trabalho.“Quanto aos índices de agressão verbal a professores, funcionários ou direção, nas escolas de abrangência da 7ª CRE, observou-se uma significativa redução, em 42,14% quando comparados o 2º semestre de 2017 com o 2º semestre de 2018. Em âmbito estadual, a redução da violência nas escolas foi de 35,9%”, disse.
Dentre algumas ações realizadas ocorreram encontros com representantes dos municípios de abrangência da 7ª CRE para viabilizarem formação em Gestão de Conflitos a professores, seminário regional e a divulgação nas escolas do jogo Baneville. Além disso, a 7ª CRE participou do concurso Curta na Educação, cuja temática foi a Não Violência,com três escolas do município finalistas na modalidade ensino médio - a ganhadora E.E.E.M Alberto Pasqualini, com o vídeo Curta não-violência - Projeto pela Paz, produzido por estudantes do 2º, o Instituto Estadual Cecy Leite Costacom o curta Disseminação da Violência nas Redes Sociais, produzido pelo 2º ano e a Escola Estadual de Ensino Médio Ernesto Tocchettocom o curta cujo título foi Curta Não-Violência!, de alunos do1º ano.


A Comissão Interna da CIPAVE é composta por um representante titular e um suplente de cada um dos segmentos da comunidade escolar - pais, estudantes, funcionários, professores e equipe diretiva. Uma vez formada a CIPAVE na escola, este grupo atuará preventivamente planejando ações para evitar acidentes e violência. “Toda a comunidade educativa se beneficia, tanto pelas atividades desenvolvidas pela Comissão Interna quanto pelo trabalho de apoio executadopela 7ª CRE, como formações, acompanhamento das escolas, juntamente com a CIPAVE da Secretaria Estadual de Educação (SEDUC)”, ressalta Vanusa.


Pelo portal da CIPAVE é possível conhecer conteúdos para a prevenção dos acidentes e da violência. O Mapeamento também consta no site e apresenta 21 casos para identificar situações de acidentes e violências, além deoito ações preventivas envolvendo entidades governamentais e não governamentais parceiras.“Caso os membros da escola acessem sistematicamente o Mapeamento virtual, eles não só visualizarão as ocorrências, tendo ciência delas, mas também poderão constantemente avaliar e replanejar as ações de prevenção, de modo a torná-las cada vez mais eficazes”, finaliza Vanusa.

 

Como ter uma Cipave na sua escola
Para ser um credenciado basta reunir o conselho escolar, convidar pais, alunos, professores e direção e propor a criação do CIPAVE na escola. Após, é necessário designar um presidente, vice-presidente e os secretários, e entrar em contato com a 7ª Coordenadoria Regional de Educação de Passo Fundo, para enviar a relação dos nomes selecionados.


Jogos Virtuais
Com o objetivo de atrair a atenção das crianças sobre a importância do combate a violência nas instituições de ensino, o CIPAVEpossui o jogo eletrônico Baneville. Nele os pequenos podem trabalhara resolução de conflitos da cidade, indisciplina, práticas relacionadas a cidadania e até mesmo os cuidados com a saúde. A outra opção é o jogo de fases As Aventuras da Cipave, que mostra os desafios da centopeia, símbolo do programa, para vencer o mostro do bullying. Ambos os jogos estão disponíveis gratuitamente pelas plataformas Android, IOS e navegador do computador para toda a rede de ensino e também para qualquer pessoa que queira aproveitar a ferramenta em projetos de educação.

 

 

Amigo Acolhedor
O projeto Amigo Acolhedor CIPAVE é proposto a todas as escolas de abrangência da 7ª CRE e sugere que uma equipe de estudantes da escola e da Comissão dê as boas-vindas e acolha os alunos novos, em um período de conhecimento e adaptação ao espaço escolar e a novos relacionamentos. Esse grupo, além de acompanhar, com empatia e amorosidade, colegas novos, também explicará a importância das normas de convivência escolar, os direitos e deveres dos estudantes. Ao longo do ano, quando revelar-se oportuno, os amigos acolhedores serão solicitados a atuarem.


As Comissões devem identificar os locais de risco de acidentes e violências ocorridos no âmbito da escola e em seu entorno, realizando o mapeamento, definir a frequência e a gravidade com que ocorrem, averiguar suas circunstâncias e causas, planejar e recomendar ações para a prevenção e acompanhar a execução delas, estimular o interesse por segurança na comunidade escolar, colaborar para a preservação da estrutura física da escola e de seu patrimônio e realizar semestralmente o Mapeamento On-line.

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE