Ministro da Educação entrega carta de demissão

O pedido foi encaminhado após o surgimento de pelo menos quatro polêmicas envolvendo a titulação do novo ministro

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

O ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, entregou na tarde desta terça-feira (30) a carta de demissão ao presidente Jair Bolsonaro. O pedido foi encaminhado após o surgimento de pelo menos quatro polêmicas envolvendo a titulação do novo ministro, todas desmentidas pelas instituições de ensino.  Ele foi denunciado por ter plagiado na  dissertação de mestrado da Fundação Getúlio Vargas (FGV); declaração de um título de doutorado na Argentina, que não teria obtido;  e pós-doutorado na Alemanha, não realizado. A última delas aconteceu na segunda-feira (29), quando em nota, a Fundação Getúlio Vargas informou que Decotelli não foi pesquisador ou professor da instituição. A revelação teria irritado Bolsonaro. Após o episódio, a pressão para que o então ministro deixasse o cargo aumentou, até entre mesmo entre seus apoiadores. O presidente Jair Bolsonaro ainda não se manifestou sobre o aceite ou não do pedido de Decotelli. 

Gostou? Compartilhe