Abraham Weintraub deixa o Ministério da Educação

Em vídeo ao lado do presidente, Jair Bolsonaro, ele afirmou que deixará a pasta nos próximos dias

Escrito por
,
em
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O ministro Abraham Weintraub anunciou, na tarde desta quinta-feira (18), a demissão do cargo como titular do Ministério da Educação. 

Em vídeo ao lado do presidente, Jair Bolsonaro, ele afirmou que deixará a pasta nos próximos dias. O nome de seu substituto não foi anunciado. A exoneração foi uma medida para tentar aliviar a tensão entre os Poderes Executivo e Legislativo tomada após Weintraub ser alvo de inquérito por ter chamado os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de "vagabundos". "Agradeço a todos de coração, em especial ao Presidente Jair Bolsonaro. O melhor Presidente do Brasil! LIBERDADE!", escreveu o economista. 

Ao lado do, agora, ex-ministro, Bolsonaro afirmou se tratar de um "momento difícil". "Todos os meus compromissos de campanha continuam de pé e busco implementá-los da melhor maneira possível. A confiança você não compra, você adquire. Todos que estão nos ouvindo agora são maiores de idade e sabem o que o Brasil está passando. E o momento é de confiança. Jamais deixaremos de lutar por liberdade. Eu faço o que o povo quiser”, disse o mandatário. 


Gostou? Compartilhe