ANP: abastecimento está normalizado na maioria dos estados

Ao longo da próxima semana, situação será totalmente regularizada

Escrito por
,
em
Caminhão-tanque abastece posto de combustível

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O abastecimento de combustíveis líquidos e de GLP (o gás de cozinha) está sendo normalizado gradativamente no país e, ao longo da próxima semana, a expectativa é que todos os estados estejam com o fornecimento regularizado, avalia a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na noite de ontem (1º), a agência divulgou um balanço do abastecimento de combustíveis no país, após a crise gerada ao longo dos 11 dias de paralisação dos caminhoneiros e bloqueios de estradas no país. .

De acordo com a atualização divulgada pela ANP, o abastecimento está normalizado em todos os estados da Região Sudeste, tanto em relação aos combustíveis líquidos como em relação ao GLP: Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo não apresentam mais problemas decorrentes da falta de combustível.

Na Região Sul, o Paraná registra abastecimento normalizado para líquidos e GLP. Já no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, o GLP está regularizado, mas os combustíveis líquidos estão em fase de normalização.

No Nordeste o abastecimento também está restabelecido. A exceção é o Piauí, onde o GLP já está normalizado, mas o fornecimento de combustíveis líquidos ainda está voltando à regularidade.

Já no Centro-Oeste, Distrito Federal e Goiás estão em fase de normalização progressiva, tanto de combustíveis líquidos quanto de GLP. No Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o abastecimento de combustíveis líquidos está normalizado e o de GLP está sendo regularizado.

Em seis dos sete estados da Região Norte, o abastecimento está normalizado para ambos os tipos de combustíveis. A exceção é o Tocantins, onde a situação está se normalizando progressivamente, tanto no caso dos líquidos como no do GLP.

 

Fonte: Agência Brasil

Gostou? Compartilhe