Brasil em campo pelo hexa

Primeiro desafio no Mundial da Rússia é contra a Suíça

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Neste domingo, às 15 horas (Brasília), começa a caminhada da Seleção Brasileira pelo hexacampeonato. O Brasil chegou à Copa da Rússia 2018 como um dos favoritos para ganhar o Mundial. O jogo de estreia será diante da Suíça, na Arena Rostov, em Rostov On Don. Com todos os jogadores à disposição, o técnico Tite comandou sexta-feira (15) o último treino da Seleção Brasileira em Sochi antes do embarque para Rostov On Don. A novidade foi Fred, liberado após sete dias em tratamento. O treinador brasileiro fez o chamado treino invisível, onde os jogadores se posicionam em campo e simulam as movimentações ofensivas e defensivas. O grupo ainda treinou cobranças de pênalti, com foco na atenção na hora do rebote. A sessão de atividades terminou com o trabalho de posicionamento em bolas aéreas. Até o momento da viagem ao local da estreia, Tite não havia confirmado a escalação, mas a formação do time brasileiro já é conhecida e dificilmente terá novidades.

 

Suíça
Primeira adversária do Brasil, a Suíça participou de dez Copas do Mundo, chegou a três quartas-de-final. Na disputa das Eliminatórias terminou a primeira fase como segunda colocada do seu grupo. Sua credencial é um forte sistema defensivo. Seus destaques são os laterais Ricardo Rodríguez (Milan) e Lichtsteiner (Arsenal), além do volante Xhaka (Suíça) e principalmente o atacante Shaqiri (Stoke City).

 

Brasil x Suíça
Brasil: Alisson; Danilo, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite
Suíça: Sommer; Lichtsteiner, Schar, Akanji e Ricardo Rodríguez; Xhaka e Zakaria; Shaqiri, Dzemaili e Zuber; Seferovic. Técnico: Vladmir Petkovic
Arbitragem: Cesar Ramos com Marvin Torrentera e Miguel Hernandez (México)

Gostou? Compartilhe