Bolsonaro é denunciado em tribunal internacional por crimes contra a humanidade

Representação assinada por juristas acusa o presidente de "incitar o genocídio de povos indígenas"

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O presidente Jair Bolsonaro foi denunciado no Tribunal Penal Internacional por "crimes contra a humanidade" ao "incentivar o genocídio de povos indígenas" no Brasil.

A representação, entregue pelo Coletivo Brasileiro de Defesa dos Direitos Humanos (CADHu) e a Comissão de Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns (Comissão Arns) na noite de quarta-feira (27), solicita uma investigação preliminar dos "ataques sistemáticos" de Bolsonaro aos povos originários brasileiros, conforme informou o jornal inglês The Guardian. 

Na elaboração do documento, os juristas e ativistas pelos direitos humanos analisaram 33 comentários e decisões presidenciais, incluindo a demissão de 21 dos 27 superintendentes do Ibama com o objetivo, segundo o texto, de enfraquecer a Funai, para embasar a denúncia formalizada através de uma nota informativa.

Gostou? Compartilhe