Dilma diz que governo lança PAC 3 em agosto

O anúncio foi feito, hoje (4), pela presidenta Dilma Rousseff

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O governo deve lançar, em agosto, uma nova etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que será chamado de PAC 3. O anúncio foi feito, hoje (4), pela presidenta Dilma Rousseff durante entrevista à emissoras de rádio de São José do Rio Preto (SP), onde participará da entrega de unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Dilma anunciou a nova etapa do PAC quando falava sobre a obra do contorno ferroviário de São José do Rio Preto. O edital da obra, lançado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), teve o certame suspenso porque o governo decidiu ampliar o projeto para que o trecho seja conectado à Ferrovia Norte-Sul.

“Por que o Dnit cancelou? Tínhamos uma visão de fazer um contorno pequeno, diante do fato da chegada da Norte-Sul vimos que não dava para fazer um contorno pequeno. É um pouco mais complexo. Ele exige um grande volume de sondagens e um levantamento topográfico muito preciso”, ponderou a presidenta.

A obra, segundo Dilma, será incluída no PAC 3. “Uma obra de ferrovia não acaba até 2014, agora o contrato, nós tomamos a decisão, vai estar no PAC 3, deixaremos estruturado”, disse. “Vamos lançar lá por agosto”, acrescentou.

A demanda pela construção de um contorno ferroviário na região aumentou depois de um acidente, em novembro do ano passado, quando um trem carregado de milho descarrilou e atingiu três casas de um bairro próximo à linha férrea.

Segundo o balanço mais recente do PAC 2 (2011-2014), divulgado em fevereiro, até dezembro de 2013, o programa tinha 82,3% das ações concluídas, com execução de 76,1% do orçamento previsto para o período.

 Agência Brasil

Gostou? Compartilhe