Matrículas da 2ª chamada do Sisu começam sexta

Os candidatos selecionados devem fazer a matrícula até o dia 9 próximo

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O resultado da segunda chamada do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação está disponível para consulta online. O estudante deve verificar, na instituição de ensino que o convocou, o local, horário e procedimentos para a matrícula.

Quem ainda não foi convocado em nenhuma das duas chamadas pode aderir à lista de espera do sistema, até o dia 12. A convocação dos selecionados, de acordo com o cronograma, ocorrerá na quarta-feira (17).

O Sisu seleciona estudantes com base nas notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Nesta segunda edição de 2013, cada estudante pôde fazer até duas opções de curso. A oferta chegou a 39.724 vagas em 1.179 cursos, oferecidos por 54 instituições públicas de educação superior integradas ao sistema.

A relação dos estudantes selecionados e o boletim do candidato estão na página do Sisu

Sisu

É o sistema informatizado do Ministério da Educação, por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Enem. Pode fazer a inscrição, o estudante que participou do exame 2012 e obteve nota superior a zero na redação.

As universidades e institutos podem estipular notas mínimas para que o calouro possa se candidatar a uma vaga e adotar pesos diferentes para a nota do Enem. O sistema faz automaticamente este cálculo e mostra como foi feita a composição da nota para a opção escolhida pelo estudante. Também cabe às instituições de ensino informar a disponibilidade de vagas destinadas a políticas afirmativas, como cotas para afrodescendentes, indígenas, egressos de escola pública. 

Fonte:

Ministério da Educação

Gostou? Compartilhe