Correios decretam greve por tempo indeterminado

O sindicato estadual tomou a decisão em Assembleia ontem (17/08) em Porto Alegre

Por
· 1 min de leitura
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
(Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Você prefere ouvir essa matéria?

Em assembleia presencial realizada na noite de segunda-feira (17), em Porto Alegre, os trabalhadores de Correios no RS decidiram pela greve a partir das 22h de ontem. A decisão do SINTECT-RS está de acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (FENTECT), que declarou greve nacional. A Federação afirma que a greve é "contra a retirada de direitos, contra a privatização da empresa e negligência com a saúde dos trabalhadores em relação à Covid-19"

A categoria afirma que não conseguiu negociar com a empresa e que foi surpreendida no começo de agosto com a revogação do atual Acordo Coletivo que estaria em vigência até 2021. A revogação teria retirado 70 cláusulas. Entre elas estão "30% do adicional de risco, vale alimentação, licença maternidade de 180 dias, auxílio creche, indenização de morte e auxílio para filhos com necessidades especiais", de acordo com a Federação.

O comunicado ainda afirma que a greve é contra a "privatização dos Correios, o aumento descabido da participação dos trabalhadores no Plano de Saúde, gerando grande evasão, e o descaso e negligência com a saúde e vida dos ecetistas na pandemia da Covid-19".

Gostou? Compartilhe