Covid-19: mortes caem 11% e número de casos se mantém estável

Nova ação vai reformar monitoramento e isolamento nos municípios

Por
· 1 min de leitura
Foto: Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados/Agência Brasil Foto: Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados/Agência Brasil
Foto: Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados/Agência Brasil

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O número de mortes por covid-19 caiu 11% na 35ª semana epidemiológica em comparação com a anterior. Já o número de casos confirmados da doença ficou estável, com uma oscilação de -1% no mesmo período.

Os dados estão no Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, apresentado por gestores do órgão em entrevista coletiva, na quarta-feira (2), em Brasília.

A semana epidemiológica (SE) é uma medida utilizada por autoridades de saúde para medir a evolução de uma doença no tempo. Esta última, a 35ª, compreende o intervalo entre 23 e 29 de agosto. Neste período, foram registrados 6.212 novas mortes por covid-19. Na semana epidemiológica anterior (34ª), a soma foi de 7.018. Foi a maior queda no intervalo de uma semana na pandemia. Com isso, a curva indica uma tendência de queda maior após passar mais de dois meses em um platô, oscilando.

“A curva de óbitos tem se mantido num platô com tendência de redução a partir da 29ª semana epidemiológica. Da 34ª para 35ª tivemos redução bastante significativa”, destacou o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo de Medeiros.


Gostou? Compartilhe