OPINIÃO

Fatos 16/17/02/2013

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Futuro

A reunião do Conselho Deliberativo da Uampaf, marcada para este sábado, tem a finalidade de oficializar o adiamento das eleições do movimento comunitário. A decisão já está tomada. A proposta é transferir a eleição para 2014, prorrogando os mandatos dos atuais presidentes de Associações e da diretoria da Uampaf. Neste período, o Condel deve organizar o congresso da entidade para que todas as alterações estatutárias sejam aprovadas visando o processo eleitoral futuro. A pergunta que não quer calar: se os problemas legais existiam e a eleição já foi transferida do ano passado para 2013, por que, neste período, o movimento não se organizou para mudar o que deveria?

Unificador

O PCdoB tem como consenso atual a sua permanência no campo de forças políticas que pretende reeleger a presidente Dilma Rousseff e o governador Tarso Genro. Sabe que não será tarefa fácil a manutenção de todos os partidos aliados. O PSB já anunciou que Eduardo Campos é pré-candidato à presidência, criando uma cisão no alinhamento existente. Neste contexto, os comunistas se posicionam no papel de unificador, segundo afirmaram à colunista o deputado estadual Raul Carrion e o vice-prefeito de Passo Fundo Juliano Roso. Papel este que será fundamental nas negociações que começam a se suceder daqui para frente.

Sem reformas

A presidenta Dilma Rousseff não está preparando uma reforma ministerial segundo afirmou na sexta-feira a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social, Helena Chagas. A conversa com jornalistas foi realizada em função da demanda por informações de que a presidente estaria organizando a reforma.

Da Câmara

  • Como prometeu, o prefeito Luciano Azevedo encaminhou para a Câmara de Vereadores o projeto que cria o Conselho de Desenvolvimento do Município (Conselhão).
  • Julio Rosa deve ser o próximo vereador emérito. Proposta está em tramitação.
  • Composição das comissões permanentes será definida na segunda-feira.
  • Alberi Grande será o primeiro orador do grande expediente da próxima sessão.
  • Um padre e um pastor: Wilson Lill e Sidnei Ávila deram um tom religioso na primeira manifestação na tribuna.
  • Quem será o vereador a apresentar mais projetos na atual legislatura? Sidnei Ávila e Eduardo Peliciolli estão na disputa.
  • Um grande desafio: o estreante Gleison Consalter é promessa na liderança da oposição na Câmara.
Gostou? Compartilhe