Núcleo de Educação para o trânsito participa do Internacional das Cidades Educadoras

Os agentes de trânsito participaram com a Escolinha de Trânsito ?EUR" versão para pedestre

Escrito por
,
em
Atividades foram realizadas com crianças e idosos

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Núcleo de Educação para o Trânsito da Secretaria de Segurança Pública da Prefeitura de Passo Fundo participou do encontro que marcou o Dia Internacional das Cidades Educadoras em Passo Fundo. O Núcleo apoia as ações do Fórum que existe desde 2011.  A atividade aconteceu no dia 30 de novembro, na Escola Municipal Fredolino Chimango. Os agentes de trânsito participaram com a Escolinha de Trânsito – versão para pedestre. “O objetivo foi exemplificar em um circuito de trânsito como é ser pedestre, já que todos somos pedestres, e no decorrer da vida vamos nos tornando passageiros, condutores”, explicou a chefe do Núcleo de Educação para o Trânsito, Raquel Rubio. Na atividade foi destacada a questão do uso do celular não só pelos condutores, mas por todos os pedestres, ato que pode potencializar a insegurança no trânsito.
As atividades do Dia Internacional das Cidades Educadoras foram promovidas com o apoio do Programa UniverCidade Educadora da Universidade de Passo Fundo (UPF), em parceria com a Jornada Nacional de Literatura, que continua desenvolvendo ações em prol da jornalização da cidade, em especial das escolas. Além do tema do trânsito, a programação contou com diversas oficinas como dança e artes, com participação do Museu de Artes Visuais Ruth Schneider e da Confraria das Artes.

Trânsito para idosos
Outra ação do Núcleo de Educação para o Trânsito realizada no dia 30 de novembro foi o projeto Situações de Vulnerabilidade para Idosos. Em visita ao grupo de convivência da Coordenadoria de Atenção ao Idosos (Comai/Dati) do bairro São Luiz, foram debatidas as adversidades no trânsito quanto às questões da mobilidade reduzida. O encontro reuniu 22 pessoas do grupo.

Gostou? Compartilhe