OPINIÃO

Fatos 18.07.2019

Por
· 2 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Liberação do FGTS

O governo vai anunciar nos próximos dias a liberação do FGTS de contas ativas e inativas para os trabalhadores. A ideia é liberar 35% dos valores, algo em torno de R$ 42 bilhões para circular a economia. O governo também devem antecipar a liberação de contas do PIS/Pasep. Com uma economia estagnada e um índice cada vez maior de endividamento, a medida surge necessária, mas é paliativa.  O economista Julcemar Zili entende que a ação deverá estimular o consumo das famílias. “O efeito do aumento no consumo afetará positivamente a economia mas em um percentual pouco significativo. Uma Grande vantagens é a liberação para saque das contas ativas. Precisamos aguardar para identificar quais serão os requisitos para acessar esse recurso”, diz. De outra parte, o economista já vai logo avisando para aqueles que tiverem condições de fazer o saque: “dê preferência à quitação dos débitos ou dívidas com maiores taxas de juros”.

Temerário

Para o vice-presidente do Sinduscon Passo Fundo e Região, Fernando Lângaro, a liberação do valor é válida neste momento de retração da economia, porém ilusória. Para o mercado imobiliário, por exemplo, não há efeito imediato. Outros analistas de mercado temem, inclusive, que a liberação de recursos do FGTS pode afetar o desempenho da construção civil mais tarde.  "Um saque na ordem de R$ 42 bilhões, como foi falado, vai mexer com a liquidez do fundo. Todos os empresários do setor estão inseguros", afirmou o vice-presidente de habitação do Sindicato da Indústria da Construção Civil de São Paulo, Ronaldo Cury.

Segurança

Proposta do vereador Ronaldo Rosa, SDD, que visa garantir mais segurança às mulheres, é meritória e deve ser sancionada pelo Executivo. Ela abre a possibilidade de as empresas concessionárias abrir exceção para o desembarque de mulheres a partir das 21h e até o encerramento das linhas. Elas poderão solicitar a parada em qualquer lugar. Em cidades como Porto Alegre essa é uma prática. O projeto foi aprovado pela Câmara na segunda-feira. 

Conciliação

A defesa das 16 famílias que deixaram o prédio Gralha, na Cohab I, em função do risco do desabamento, peticionou um pedido de audiência de conciliação na Justiça com a Caixa Federal e o governo do Estado. O secretário Estadual da Habitação, José Luiz Stédile confirmou presença de representante da pasta nesta audiência, que ainda será marcada pela Justiça.

Eclipse Lunar

O eclipse lunar foi visível em Passo Fundo e teve o registro do Roberto Sander, na noite de terça-feira. A foto foi publicada na página do Facebook do Jornal O Nacional e teve cerca de 630 compartilhamentos e quase 60 mil pessoas envolvidas, além de 1,2 mil curtidas e 50 comentários. Ei-la no impresso.

Em nome da família

Caso seja confirmado como embaixador do Brasil nos EUA, Carlos Bolsonaro, hoje deputado federal, vai passar dos atuais R$ 33.763 de salário (aqui sem os penduricalhos) para  R$ 68.546,57. O presidente (pai) ainda não indicou o deputado (filho). Se isso ocorrer, a decisão caberá ao Senado, em votação secreta.

 

Gostou? Compartilhe