Mortes por coronavírus em Passo Fundo são de pessoas acima de 60 anos

Segundo os dados da primeira fase da pesquisa realizada no município sobre a doença, apenas 33% deste grupo de risco estava em isolamento social

Por
· 1 min de leitura
Você prefere ouvir essa matéria?

Grupo de risco, comorbidade e morte por infecção de Covid-19. O perfil dos óbitos por coronavírus, em Passo Fundo, aponta para a incidência global: os idosos são os mais vulneráveis à contaminação, mas não seguem as recomendações das autoridades sanitárias e de saúde. 

De acordo com a primeira fase da pesquisa por amostragem de coronavírus, realizada no município, apenas 33% deste grupo de risco estava em isolamento social. A falta de conscientização dos próprios idosos e de familiares sobre a necessidade de ficar em casa também está refletida nos números. Todos os onze óbitos registrados de Covid-19 são de moradores da cidade com mais de 60 anos de idade.

O alerta das autoridades de saúde é para que a comunidade se mobilize e procure manter os idosos protegidos, evitando que eles necessitem sair de casa e limitando o contato com as outras pessoas da família, principalmente crianças.

Incidência alta

Com 130 casos confirmados de coronavírus, Passo Fundo é a terceira cidade com os mais altos índices de infecção por habitante no estado, conforme o mapa da Secretaria Estadual de Saúde (SES). A incidência média é de 66 para cada 100 mil moradores. Lajeado, com incidência de 91 para cada 100 mil e Marau, com 115 para cada 100 mil, também integram o ranking da pasta. 

As taxas de incidência/100 mil habitantes permite a comparação entre locais com diferentes tamanhos de população.

Image title

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde (SES)


Gostou? Compartilhe