Cáritas Arquidiocesana realiza a doação de mais de 850 cestas básicas

Ação beneficia famílias de seis municípios da região

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ON Divulgação/ON
Divulgação/ON
Você prefere ouvir essa matéria?

A Cáritas Arquidiocesana está doando 876 cestas básicas, para quilombolas, indígenas e pessoas em situação de vulnerabilidade social em Passo Fundo, Sertão, Água Santa, Mato Castelhano, Carazinho e Tapejara. A doação foi possibilitada a partir de um investimento da Fundação Banco do Brasil (FBB), através da campanha Proteja e salve vidas, uma iniciativa da Fundação BB no combate ao coronavírus Covid-19.

Ao todo, cerca de 3,5 mil pessoas serão beneficiadas com a doação das cestas que, entre alimentos e material de higiene pesam aproximadamente 35 kg. A ação também contou com a parceria do Zonta Atacado que realizou a doação de 30 sacolas. As entregas iniciaram na segunda-feira, 25, e seguem até a sexta-feira, 29. Luiz Costella, representante da Cáritas, destaca a importância da doação e do apoio recebido. “Este projeto nos possibilita ajudar, neste momento de pandemia, famílias que passam por dificuldades na hora de adquirir os recursos para a compra de alimentos. Em sua maioria, essas pessoas vivem da economia informal, autônomas, desempregados, deficientes e, por isso, estão enfrentando maior dificuldade neste período”, comenta.

Luiz destaca, ainda, que uma parcela significativa da população foi contemplada com essa ação. “Não conseguimos atingir todos, claro, mas 876 famílias é, sim, uma parcela significativa e esta é uma ação importante da Igreja, com apoio da FBB, que vem para reforçar outras ações que já acontecem todos os dias – como as campanhas realizadas pelas caritas paroquiais que, mensalmente, entregam cerca de 500 cestas básicas para as famílias cadastradas”, acrescenta. "Não é uma ação única. As campanhas de solidariedade sempre foram uma marca da Cáritas. Atingir mais pessoas, neste momento de crise, é essencial”, completa. 

Doação de máscaras

Além da doação das cestas básicas, 80% dos grupos de Cáritas da Arquidiocese estão trabalhando na confecção de máscaras que são encaminhadas junto com as cestas entregues mensalmente ou, ainda, direcionadas para outras experiências como as ocupações, hospitais - especialmente o Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo – e, também, a Árvore Solidária de Máscaras. A iniciativa é de voluntários da Cáritas e disponibiliza máscaras de forma gratuita para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Ao todo, mais de 370 máscaras  - que são penduradas em árvores - já foram entregues através desta ação.

Gostou? Compartilhe