Câmara aprova Moção de Repúdio à comentários sobre Teixeirinha em programa de TV

Apresentadores do Fofocalizando decidiram “triturar” o artista em um dos quadros

Por
· 1 min de leitura
Catorze votos foram favoráveis a Moção (Foto: Divulgação)Catorze votos foram favoráveis a Moção (Foto: Divulgação)
Catorze votos foram favoráveis a Moção (Foto: Divulgação)
Você prefere ouvir essa matéria?

Em sessão online na tarde de quarta-feira (3), a Câmara Municipal de Passo Fundo aprovou uma Moção de Repúdio por comentários feito à obra de Vitor Mateus Teixeira, o Teixeirinha. Segundo a justificativa da Moção, de autoria do vereador Luiz Miguel Scheis (PDT), na edição do programa “Fofocalizando”, da emissora SBT, exibida no último dia 06/05 deste ano, os apresentadores fizeram comentários depreciativos à imagem do artista gaúcho. A justificativa apresenta que se observa “a necessidade de uma clara posição frente aos descasos e atitudes desrespeitosas proferidas”.

O texto da matéria ressalva sobre a importância de se ter toda a atenção a momento delicado no país, devido ao enfrentamento à Covid-19. No entanto, ele reforça que a postura dos apresentadores foi “desrespeitosa com o artista, com os familiares e com a cidade de Passo Fundo e o Estado do Rio Grande do Sul, que se orgulha de ter este músico como referência”.

O vice-presidente do Legislativo, vereador Ronaldo Rosa (SOLIDARIEDADE), que presidiu a sessão, considera que as brincadeiras feitas com a imagem do artista se estendem à cidade e à população. “Através dessa Moção, repudiamos o que foi feito neste programa, pois ele levou o nome de Passo Fundo para o Brasil e para o mundo, assim tendo todo o nosso respeito e nossa valorização”, afirmou.

Com a aprovação, segundo solicitação no texto, serão encaminhadas cópias para a presidência da Câmara dos Deputados e ao Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul (SindiRádio).

Entenda o caso

Em um dos quadros do programa Fofocalizando, os apresentadores decidiram “triturar” Teixeirinha após a execução da música Amor de Mãe. Eles consideraram a música triste e realizaram outros comentários depreciativos sobre o artista. “Coitado da gente que está ouvindo essa música”, disse Lívia Andrade. 

Com informações de Comunicação Social - Câmara Municipal de Vereadores de Passo Fundo.

Gostou? Compartilhe