UPF suspende disciplinas práticas presenciais

Mudança de protocolo na área da educação permite, na bandeira vermelha, somente a realização de estágio curricular obrigatório para estudantes da área da saúde

Escrito por
,
em
Foto: Divulgação/UPF

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Fundação Universidade de Passo Fundo (FUPF) comunicou, no início da noite desta segunda-feira (29), a suspensão temporária das disciplinas práticas presenciais que não puderam ser adaptadas para o ensino remoto, a partir desta terça-feira (30), em razão do anúncio, emitido pelo Governo do Estado, na tarde desta segunda-feira (29), da classificação da bandeira vermelha para a região de Passo Fundo.

Apenas os estudantes da área da saúde, regularmente matriculados nos estágios curriculares obrigatórios, estão autorizados a manter as atividades presenciais, em decorrência da alteração do protocolo para a área da educação na bandeira vermelha.

De acordo com o Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul, a bandeira vermelha impõe medidas mais severas àquelas adotadas em áreas com bandeira laranja. Tais restrições impactam o Plano de Contingência para prevenção, monitoramento e controle do novo coronavírus - Covid-19 da FUPF, de acordo com a Portaria Conjunta SES/SEDUC/RS no 01/2020.

Em relação à continuidade dos estágios curriculares supervisionados e das disciplinas práticas dos demais cursos, conforme parágrafo único do Artigo 2º do Decreto nº 55.292, de 4 de junho de 2020, a FUPF aguarda o posicionamento dos órgãos públicos a respeito e informará imediatamente qualquer alteração à comunidade acadêmica, em havendo nova orientação.

Nesse contexto, a Instituição reitera sua posição de priorizar, acima de tudo, a saúde e a segurança de todos seus estudantes, professores e funcionários e de, rigorosamente, respeitar as orientações, legislações e normatizações vigentes nos âmbitos municipais, estaduais e federais.

Gostou? Compartilhe