Associações de Moradores escolhem seus representantes

Presidente da comissão eleitoral ressalta a importância da participação da comunidade no período de votação

Escrito por
,
em
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Após as eleições que definiram a diretoria da União da Associação dos Moradores (Uampaf), no dia 4 de março, domingo, 25, será o dia de escolher os representantes de cada bairro. O processo eleitoral das Associações de Moradores de Passo Fundo envolve 70 chapas inscritas em 64 bairros e os resultados devem ser apurados e divulgados no mesmo dia.


De acordo com a presidente da comissão eleitoral, Grace Serafini, os moradores poderão se dirigir aos locais de votação nos bairros participantes entre 8h e 16h, sendo que a apuração inicia próximo das 17h, no Ginásio da Uampaf. Dos 64 bairros que possuem chapas inscritas, 59 deles tem chapa é única. Os bairros Hípica, Núcleo Ferroviário, São Luiz Gonzaga e Vinte de Setembro terão disputa entre duas chapas respectivamente, enquanto que o bairro Xangrilá é o único com três chapas concorrentes. Para votar, é necessário ser maior de 16 anos, residente do bairro e apresentar documento pessoal e comprovante de residência. O presidente da entidade, Luiz Valendorf, comenta que o movimento comunitário vem se fortalecendo em Passo Fundo nos últimos anos e que são esperados cerca de 1.500 votos nessas eleições.


A votação será realizada em urnas de lona e cédulas de papel, sendo que deficientes físicos, idosos e gestantes terão urnas específicas, conforme Grace. Os locais de votação serão públicos e os endereços ainda estão sendo definidos. É possível acompanhar a divulgação dos locais através da página do Facebook da UAMPAF, onde os moradores também podem observar as campanhas que estão sendo realizadas pelas chapas em alguns bairros. A entidade ressalta que o trabalho das comissões eleitorais, bem como toda a organização das eleições, são trabalhos inteiramente voluntários, destacando a importância da participação da comunidade para o fortalecimento e legitimidade dos líderes comunitários, que contribuem para atender as demandas dos bairros.

Gostou? Compartilhe