Doebber

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Domingo, dia frio de inverno, me chega a notícia triste do falecimento do amigo José Doebber. Homem simples, cobrador de ônibus e sindicalista por vocação. Defensor da Codepas e também dos direitos dos trabalhadores. Doebber foi meu amigo e também vizinho, na sua despedida muitas histórias de sua vida, onde não faltaram momentos de luta e persistência para melhorar este mundo. Doebber, reclamava, mas também fazia. Não se acostumou com este mundo injusto, e o que pode fazer para melhorar, fez. Que Deus receba este amigo de braços abertos e que ele siga a trajetória que todos nós um dia haveremos de seguir.

 

Burocracia
Marilene Rosso Grazziotin, um dia me disse na SEMCAS que a burocracia quem faz é a gente. Tens razão minha amiga. Quando os homens querem que as coisas andem, de fato as coisas acontecem. Vamos aos exemplos: Aeroporto, o dinheiro está disponível há muito tempo e a burocracia atrasa a licitação e consequentemente a execução das obras. Outro caso são as obras do presídio, chegando ao cumulo de termos a devolução do dinheiro. As obras do PAC de asfaltamento é um absurdo quando em Brasília uma adequação de projeto, para modificar a medida do leito da rua leva oito meses no Ministério das Cidades e na Caixa Econômica Federal mais três meses. Dinheiro no Banco, projetos prontos e comunidade esperando, mas a tal da “burocracia” atrapalha o desenvolvimento.

 

Burocracia II
Assim como os moradores das ruas Jovino Martins e Miguel Vargas esperam adequação do projeto há mais de ano, os proprietários dos laticínios aguardam do estado uma inspeção que possibilite que os mesmos comercializem seus produtos em outros municípios. Passo Fundo perde, pois, outras cidades já possuem este sistema e trazem suas mercadorias aqui para os passofundenses. A burocracia é lenta quando nós somos lentos, e anda com agilidade quando tratamos com responsabilidade.

 

Tadeu Pereira
Obrigado ao amigo Luiz Tadeu Barros Pereira, médico Ginecologista. Como sempre atencioso o amigo tem se destacado por ser profissional e cuidar com carinho de seus pacientes. Agradeço ao Dr. Tadeu, Direção do Hospital da Cidade e equipe do posto 22 pelo atendimento com minha esposa e também pelo profissionalismo com todos os pacientes.

 

Brasil
Temos muitos índices a serem revistos no País. Quando olhamos para outros países e comparamos salários de políticos, leis trabalhistas, cargas horárias, tamanho do Estado, relação família e escola, podemos analisar com responsabilidade o porquê estamos muito além do que gostaríamos. Seria bom se o problema do Brasil fosse apenas a classe política, pois assim, na eleição poderíamos demitir todos e eleger outros, mas infelizmente o corporativismo e defesa de muitos privilégios afundam este pais na corrupção de desigualdade. Triste, mas real.

 

Paulo Cirne
O Promotor Paulo Cirne, como sempre é um Promotor público atuante. Na questão das rodovias, nosso Promotor tem tratado com a Prefeitura, Estado e Empresas para garantir um cronograma de curto, médio e longo prazo. Temos questões importantes a serem tratadas e se não planejarmos hoje, nunca haveremos de ver as obras prontas. Parabéns Ministério Público, parabéns Paulo Cirne!

 

Centro Dia do Idoso
Não canso, nunca canso. Olho para frente com olhos de esperança e mesmo que muitos me digam que é difícil resolver a questão do Centro Dia e criar um espaço para idosos durante o dia, eu sigo nesta bandeira com a convicção que temos obrigação de garantir isto. Agradeço o Arquiteto Ricardo Vicentini que realizou o projeto e também Procurador Geral de Justiça, Fabiano Dallazen, que tem nos apoiado. A obra sairá, e haveremos de olhar para trás e dizer “ valeu a pena”.

 

Edifício Gralha
Aguardamos com ansiedade a manifestação do Juiz Federal Moacir Baggio sobre o processo das 16 famílias do edifício Gralha na Cohab I. Estão sem ter onde morar, ocupando quartos emprestados ou garagens. Triste pagar a vida inteira por um imóvel e agora não ter onde morar. Estado e Caixa Econômica Federal têm responsabilidades e esperamos que em breve possamos sentar e poder conversar com todos envolvidos e encaminhar uma solução que garanta o direito básico de moradia.

 

Trânsito
Ajudaria muito se todos nós tivéssemos conhecimento da importância de respeitar os demais no trânsito, estejam as pessoas de carro ou a pé. Temos que nos convencer que o trânsito é o envolvimento de todos nós, ou seja, respeitar a faixa de segurança é obrigação do motorista e também dos pedestres. Não atravessar na faixa é descumprir a lei e consequentemente colocar em risco a vida das pessoas.

Gostou? Compartilhe