Estudo traz informações sobre a reincidência no câncer de mama

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Mulheres que tiveram câncer de mama podem sofrer com o reaparecimento da doença. Algumas vezes, até 20 anos depois do diagnóstico a doença pode voltar. Por isso, alguns estudiosos fizeram uma pesquisa onde pretendiam identificar quais os grupos de mulheres que correm mais riscos de reincidência. 

 

O estudo publicado na revista Nature, recentemente, analisou os dados de 3.000 pacientes que receberam o diagnóstico de câncer de mama entre 1977 e 2005. Com os dados foram formados quatro subgrupos que tinham um risco elevado de reincidência tardia. Observou-se nesse estudo que um quarto das mulheres que tinham a forma mais comum da doença portavam risco entre 42% e 55% de ter o câncer novamente durante os 20 anos seguintes.

 

Alguns fatores de risco para a reincidência da doença são a idade, o tamanho e a natureza do tumor, além da presença de células cancerosas nos gânglios linfáticos. Mas ainda se sabe pouco sobre a taxa e as razões pelas quais a doença pode voltar.

 

O estudo também trouxe algumas novidade para o tratamento do câncer de mama, identificando alterações genéticas em cada um dos subgrupos. Na pesquisa também identificou-se casos que eram improváveis de acontecer a reincidência.

 

Este tipo de estudo ajuda futuramente a ter um melhor acompanhamento das pacientes e descobrir um melhor tratamento para cada pessoa. 

 

Dr. Nicolas Lazaretti

Oncologista -  Instituto do Câncer Hospital São Vicente

Mama – Ginecológico – Urológico – Sarcomas

CRM 27874

Mande suas dúvidas para o e-mail contato@drnicolas.com.br

Gostou? Compartilhe