Fatos 04.12.2019

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Divergência sobre evento do PSL

A crise que rachou o PSL nacional entre Bolsonaristas e Bivaristas parece ter reflexos em Passo Fundo. O presidente da executiva provisória do partido, Francisco Lupatini emitiu nota ontem à tarde cancelando o evento de filiação do procurador Rodinei Candeia, programado para este domingo. A nota diz que o evento, que também marcaria o lançamento da pré-candidatura de Candeia a prefeito e a posse da executiva, foi cancelado por “força maior” e será realizado em outra data, em 2020. No entanto, o secretário-geral do PSL no Estado, deputado Ruy Irigaray, não reconheceu a decisão, sob argumento de que não houve convocação na forma do estatuto e nem quorum para a transferência. Por isso resolveu manter a atividade do domingo, só que em outro local, segundo informou o próprio Candeia. Ontem, o diretório nacional do partido confirmou a punição de 18 deputados aliados ao presidente e entre eles estão dois gaúchos: Bino Nunes e Sanderson. Eles foram suspensos da atividade partidária.

Preparação

O Partido Liberal realizou no fim de semana um encontro de capacitação dos pré-candidatos a vereador de Passo Fundo. O evento organizado pela executiva municipal foi coordenado pelo presidente Valdair Gomes de Almeida, que é pré-candidato a prefeito nas eleições de 2020. Quem participou do evento foi o líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa, Paparico Bacchi participou da atividade. Paparico, aliás, ex-prefeito de São João da Urtiga, tem estado muito próximo de Passo Fundo desde que iniciou o mandato.

Falta S-10

Há mais de uma semana, os postos de combustíveis instalados às margens das rodovias da região de Passo Fundo relatam falta de Diesel S-10. O produto disponível é o Diesel comum S-500, que tem mais enxofre e, portanto, causa mais danos ao motor dos veículos, além de ser mais poluente. Esta não é a primeira vez que os postos ficam sem o combustível no Estado. Neste ano houve, pelo menos, outros dois relatos. O aumento no preço da importação dos derivados de petróleo, a Petrobrás que não consegue atender a demanda interna, a sazonalidade da safra agrícola e até a greve dos petroleiros, que encerrou na semana passada, estão entre as justificativas para o desabastecimento. Isso tudo pode implicar no aumento do combustível em R$ 0,12, segundo revelou um empresário.

Rejeição

As posições individuais das bancadas que formam a Assembleia Legislativa indicam fortemente que o governador Eduardo Leite vai ter que mudar a estratégia para conseguir votar e aprovar o pacote da Reforma Administrativa do Estado. Pressionados por várias categorias dos servidores que estão em greve, os deputados tem se posicionado abertamente contrários aos projetos. O partido Republicanos, aliado do governo, anunciou que não concorda com as mudanças no plano de carreira dos professores e o PDT comunicou que votará contra o pacote. Se a urgência não for retirada, os projetos trancam a pauta a partir do dia 17. Ou podem ser rejeitados ou arquivados com o fim do ano legislativo, que encerra no dia 22 de dezembro.

Abraço

Servidores da Coordenadoria Regional da Saúde realizam hoje uma manifestação em defesa do SUS, com um abraço simbólico no prédio, na Rua Fagundes dos Reis.

Suspensão

A Secretaria da Agricultura suspendeu a aplicação do herbicida 2,4-D no Rio Grande do Sul até 31 de dezembro. A greve dos fiscais agropecuário e o laudo positivo para a contaminação de 92% das amostras analisadas, determinaram a suspensão em atendimento a um pedido do MP.

 

Gostou? Compartilhe