Fatos 09.04.2019

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Prestes a completar 100 dias de governo, o presidente Jair Bolsonaro enfrenta resultados de pesquisas de avaliação que não lhe são favoráveis e ontem administrou a segunda baixa no primeiro escalão, em pouco mais de três meses de gestão. O presidente demitiu Ricardo Vélez Rodríguez do Ministério da Educação, embora, há duas semanas, tenha dito que a demissão do ministro era fake news. A primeira demissão no primeiro escalão foi de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral da Presidência, depois que este se desentendeu com um dos filhos do presidente. Na educação, Vélez foi substituído pelo economista Abraham Weintraub. Seguidor do filósofo e guru de Bolsonaro, o controverso Olavo de Carvalho, Weintraub terá que ser ágil no processo de montagem de uma equipe técnica e qualificada e focar em prioridades urgentes do MEC, deixando suas convicções ideológicas de lado. Não terá tempo para errar. Vai ter, aliás, que correr contra o tempo para as coisas começarem a andar neste que deveria ser o principal ministério de qualquer governo. Sobre avaliação dos 100 dias, acho pouco tempo para medir resultados de um governo novo e novo em tudo. Vamos deixar passar seis meses. É tempo razoável para que as abóboras de acomodem com o andar da carroagem.


Ocupações consolidadas
O município prepara projeto que será encaminhado à Câmara de Vereadores para regularizar ocupações consolidadas. De dez a 11 ocupações, envolvendo cerca de 1,2 mil famílias devem ser beneficiadas com programas habitacionais. É bem verdade que está longe da solução de um dos problemas sociais mais graves de Passo Fundo, que tem 72 ocupações entre áreas públicas e privadas, envolvendo, segundo o Movimento pela Moradia, cerca de 30 mil pessoas. A lista de espera por um programa habitacional na secretaria Municipal de Habitação é de pouco mais de 4 mil pessoas. O problema é ainda mais grave porque as políticas governamentais para a habitação estão paradas e, sem elas, o município (qualquer que seja) não consegue avançar. Sem dinheiro não se vai a lugar algum.

 

Seguem as especulações

Mais nomes sondados por alguns partidos entram na lista de possíveis pré-candidatos à Prefeitura de Passo Fundo para 2020. Todos empresários: Guto Guion, José Luiz Turmina (Kiko), Renato Bellotti (pelo Novo) e Eduardo Capellari. Erasmo Battistella, que foi um deles, já comunicou que não se envolve em política partidária e que, sequer, é filiado a algum partido. Tem ainda o empresário Pedro Brair, da Rede de Farmácias São João, que circula como um forte nome em alguns grupos, mas que não se pronunciou oficialmente a respeito.

 

Já era esperado
“A polícia vai mirar na cabecinha...e fogo”, declarou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, em novembro do ano passado, um mês após a eleição, ao revelar a política que adotaria para a segurança pública do seu estado. Resultado: soldados desferem 80 tiros contra um carro onde estava uma família. O motorista, um homem negro de meia idade, morreu alvejado a tiros, ao lado da esposa e à frente de uma criança de sete anos. Ele era um trabalhador e foi confundido com bandidos, segundo os soldados que já foram presos.

 

Corsan
O governador Eduardo Leite também pretende abrir o capital da Corsan. Para tanto, sonda nome de fora do Estado para assumir a presidência da estatal. Precisa de alguém semm apegos bairristas e com olhar mais técnico.

 

Leitor que reclamou do matagal na Rua Silva Jardim, em frente ao Serviço de Atendimento Especializado da secretaria da saúde e na esquina da Vigilância Sanitária, encaminha foto para mostrar que foi feita a limpeza do local. A reclamação foi publicada pela coluna no dia 16 de março. Fica o registro do serviço feito.

 

Da região

Mato Castelhano foi contemplado com uma emenda orçamentária do deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) no valor de R$ 291 mil. A verba será utilizada na construção de um Parque de Exposições, que será implantado na área central do Município. A emenda é relativa ao Orçamento de 2019.

Gostou? Compartilhe