Fatos 11.09.2018

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Santo de casa e o milagre

O apelo de entidades de classe por votar em candidatos locais parece não encontrar eco na Câmara de Vereadores de Passo Fundo, mesmo com cinco de seus pares disputando vagas ao Legislativo estadual e federal.  Levantamento feito por O Nacional demonstra que, de 15 consultados, apenas quatro irão votar em candidatos de Passo Fundo para a Assembleia Legislativa e à Câmara dos Deputados. A absoluta maioria já tem candidato, mas de fora da cidade. E uma parcela preferiu não abrir o voto ou disse que não decidiu. Apenas dois vereadores demonstram coerência partidária: Luiz Miguel Scheis, PDT, votará alinhado com o partido apoiando as candidaturas proporcionais locais,  e João dos Santos, PSDB, que também prefere os candidatos do partido e um local. O mais interessante é que muitos dos vereadores sequer votarão em candidatos de seus partidos ou votarão em ilustres desconhecidos da comunidade passo-fundense.

Exceção

Beto Albuquerque é a única exceção que encontra apoio em oito dos 15 vereadores consultados por ON. Ele é o nome indicado por todos os partidos para o Senado.

Parecer do MP

O Ministério Público Eleitoral manifestou-se pelo deferimento da candidatura do professor José Carlos Carles de Souza, que concorre a deputado estadual, PSD. O pronunciamento é resposta a um pedido de impugnação. De acordo com a requerente, o professor não teria atendido ao prazo legal de seis meses para se afastar da função que exercia como reitor da UPF. Porém, pelo entendimento do Ministério Público, apesar da instituição receber recursos financeiros do governo, a UPF é privada. Logo, não há impedimento legal. O mérito deve ser julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS) nos próximos dias.

Estacionamento

Encontro da CDL com o secretário de Segurança Pública do Município, João Darci Gonçalves, voltou a tratar do estacionamento rotativo. A entidade quer eficiencia na fisclaizaçãi. Uma das pautas da reunião foi a importância da integração entre monitores e os agentes da Guarda de Trânsito para o bom funcionamento do estacionamento pago no Centro da cidade. 

Gostou? Compartilhe