Fatos 17.08.2018

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Campanha virtual e real

Campanha na rua e a alternativa diante da escassez de recursos é usar ao máximo o que for de graça. Poucos impressos, adesivos e botons, pelo menos neste primeiro momento da campanha. O negócio é usar a criatividade e aproveitar os espaços das redes sociais. Uma boa parte dos candidatos tem aproveitado o vídeo para conversar com o eleitor.. Pode fazer e refazer com um simples celular. Postar ou retirar do ar conforme lhe convém. O Facebook é a rede mais utilizada até o momento e para conquistar o eleitor vale criatividade e, principalmente sinceridade. O maior trabalho terão os gerenciadores das redes para interagir e vigiar os haters (inimigos).

Menos candidatos

A eleição deste ano terá cerca de 2 mil candidatos a menos se comparado com 2016. O número é representativo e reflete, primeiro, a falta de recursos para bancar uma campanha eleitoral. Segundo, a crise ética que envolve a política.  

Licença

O vereador Mateus Wesp (PSDB) decidiu por se licenciar da Câmara de Vereadores até a eleição de outubro. Até lá, assumirá a sua cadeira o primeiro suplente do partido, João dos Santos. Vai se dedicar integralmente a candidatura a deputado estadual pelo PSDB

Candidatos a deputado estadual

Juliano Roso (PCdoB) R$263.003,63

Candidato a deputado federal

Alex Necker (PCdoB) – R$32.490,00

Candidato a deputado federal

Eder Jofre Dias - (PSTU) R$411,37

Registros

Alguns nomes que constavam como pré-candidatos por Passo Fundo como Adriana de Costa, do PV, e Eduardo Peliccioli e Cacá Nedel, ambos para deputado estadual pelo Podemos, ainda não constam na relação do Divulgacand. 

Gostou? Compartilhe