Fatos 21.11.2018

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Bancada Independente

O convite feito pelo governador eleito Eduardo Leite para que o MDB integre a base a partir de 2019 é recebido com ressalvas pelos dois deputados emedebistas da região. Vilmar Zanchin, de Marau, disse que não vê ambiente pra entrar no governo neste momento. Internamente há quem defenda que esta discussão passe por instâncias partidárias. Mas, ele acredita que a bancada manterá atuação independente na Assembleia Legislativa, votando alguns projetos ou contra ou favor, mas sem ocupar espaço no governo. Mesma posição defende o deputado Gilberto Capoani, de Passo Fundo. “Não vou fazer oposição radical. E vou votar favoravelmente aos projetos que eu defendi na campanha. Independentemente de fazer parte do governo ou não”, disse ele.

Fora da base

O vereador Roberto Gabriel Toson, PSD, informou na sessão plenária da Câmara de Vereadores, que está deixando a base partidária da administração do prefeito luciano azevedo. Toson disse que vinha amadurecendo esta ideia há mais tempo, tentou conversar com o próprio prefeito, mas não foi recebido. Ele deixou claro que a decisão é pessoal, com o aval do deputado federal Danrlei de Deus e disse que o partido tem uma reunião neste quinta-feira para avaliar esta situação. Entre os cargos que o PSD ocupa no governo está a presidência da Codepas, com Tadeu Karczeski.

Indicações

A administração municipal não foi comunicada da possível saída de Toson da base aliada. Na semana passada, o vereador havia solicitado uma agenda com o prefeito Luciano. Quando ela foi marcada, o vereador informou que não poderia comparecer por motivo de saúde. Segundo uma fonte do Executivo, é desejo de que o vereador se mantenha na base. Caso isso não aconteça, Toson seguramente irá comunicar a administração e afastar as pessoas indicadas por ele para o governo.

Transição

Bolsonaro informa pela rede oficial Twitter que o médico e deputado federal Henrique Mandetta (DEM) será o ministro da Saúde, para tapar ralos.

 

 

Gostou? Compartilhe