Fatos 23.08.18

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Olhar para as crianças
O mundo está atento ao processo eleitoral no Brasil. E quando uma organização como o Fundo das Nações Unidas para as Crianças e Adolescentes (Unicef), chama a atenção para que os direitos das crianças e dos adolescentes ocupem um espaço prioritário nas eleições de 2018, é porque, definitivamente, não conseguimos fazer o dever de casa. Cuidar das crianças, garantir educação de qualidade e direitos básicos para a população são fundamentais para o Brasil sair do atoleiro em que foi metido. Não vamos ter mais segurança, mais produção, melhor saúde se não começarmos do zero e começar do zero é olhar para as crianças como salvação. O documento elaborado pela Unicef será enviado a todos s candidatos. A entidade também vai buscar um encontro com cada um deles para reforçar a pauta.


Extrema pobreza
A representante do Unicef no Brasil, Florence Bauer, avaliou que o país teve muitos avanços nos últimos anos, mas vive um cenário em que é preciso impedir retrocessos e responder a problemas que vêm se agravando. Entre eles, a pobreza que ainda é uma realidade para 61% das crianças e adolescentes do Brasil. Além disso, 19% das crianças e adolescentes sofrem com vulnerabilidade extrema em algum desses direitos. A situação é mais grave quando é avaliada a situação da população negra e a das regiões Norte e Nordeste.

Interação
Para estimular a cobrança aos candidatos e debate sobre os temas apresentados, o Unicef lançou também uma plataforma online (www.unicef.org.br/maisquepromessas), que permite que a população interaja com os candidatos nas redes sociais e estimule posicionamentos sobre os direitos das crianças e adolescentes.

 

Cartilha
A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) preparou uma cartilha eleitoral de 12 páginas com orientações aos industriais gaúchos sobre as eleições que ocorrerão no mês de outubro. Elaborada numa linguagem simples e objetiva com conteúdos legais de responsabilidade do advogado Antônio Augusto Mayer dos Santos, a cartilha incorpora consolidações e alterações relativas à legislação frente às principais datas do calendário eleitoral, bem como alerta aos empresários sobre o que é permitido ou não em período de campanha. 

 

Entrevistas
A partir de segunda-feira, o Jornal O Nacional começa a publicar as entrevistas com os candidatos que representam Passo Fundo na disputa eleitoral para a Câmara dos Deputados, Assembleia Legislativa e Senado. Os candidatos terão o mesmo espaço, mesmo tamanho de foto e responderão as mesmas perguntas. Esta é apenas uma das contribuições de ON no processo eleitoral e na defesa pela eleição de representantes locais ao Parlamento.

Gostou? Compartilhe