Fatos 24.07.2019

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Renovação só de nomes

Um levantamento feito pelo Portal Congresso em Foco mostra que o discurso de mudança na política fica mesmo é só na retórica. Quando os dados são analisados, a realidade fria dos números demonstra que nada muda, mesmo depois da renovação de 47% das vagas parlamentares na Câmara dos Deputados, na eleição do ano passado. Por meio da Lei de Acesso à Informação, o Congresso em Foco revela que a Câmara gastou em 14 anos mais de R$ 200 milhões com auxílio-mudança. Benefício que é concedido ao deputado eleito, na mudança do estado  para Brasília, sede do Congresso Nacional, ou ao deputado em fim de mandato, no trajeto contrário – do Distrito Federal para a unidade da Federação. Conforme exercício de cálculo feito pelo Portal, o valor corresponde a 4.865 carros populares ou para pagar quase dez prêmios da Mega-Sena no valor de R$ 21,9 milhões, o mesmo valor pago a um sortude de São Paulo, no sorteio de sábado, 20.

Desembolso

O mesmo levantamento aponta que entre 2018 e 2019, “foram desembolsados R$ 34,09 milhões com ajuda de custo para 540 parlamentares realizarem a mudança do estado natal para a capital ou para o caminho inverso. A soma é maior do que o número efetivo de 513 deputados, por dois motivos: os suplentes têm direito ao recurso após 30 dias no exercício do mandato e a conta leva em consideração os recém-chegados e os derrotados nas urnas”.  Desnecessário dizer que tudo o que se fizer com a intenção de melhorar o país, se não tiver foco no corte de privilégios como este e ampliando para todos os Poderes, é o mesmo que enxugar gelo.

Herdeiros

Os vereadores de Carazinho garantiram o direito de exploração nos serviços de táxi pelos herdeiros dos taxistas. O projeto do Executivo foi aprovado por unanimidade na sessão de segunda-feira. Porém, a transferência do ponto de táxi para os sucessores legítimos, somente ocorrerá com a autorização prévia do Conselho Municipal de Trânsito, após parecer do Departamento Municipal de Trânsito.

Medalha Fagundes dos Reis

O vice-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da UPF, Rogério Silva, será homenageado pela Câmara de Vereadores com a Medalha Grão Mérito Fagundes dos Reis. A sessão solene está marcada parta o dia 7 de agosto, data de comemoração do aniversário de Passo Fundo. A iniciativa é do vereador Saul Spinelli, PSB. Rogério Silva é jornalista e professor, foi diretor da Faculdade de Direito da UPF, responsável pela implantação do Balcão do Consumidor, projeto de extensão que media conflitos e atualmente vice-reitor.  A sessão está programada para às 13h30.

Vôo das Águias

Quatro empresários responsáveis por alguns dos maiores empreendimentos em Passo Fundo participarão de um painel promovido pelo Sindilojas em parceria com a CDL, no dia 6 de agosto, no Clube Comercial. Antonio Roso, investidor do Passo Fundo Shopping, Erasmo Battistella, presidente da Bsbios, Pedro Henrique Brair dono da Rede de Farmácias São João e Roberto Andreetta, da JR Materiais de Construção, contarão suas trajetórias no evento.

Investimentos

Dos investimentos feitos por estes empresários, nos últimos anos, a Bsbios anunciou, em 2018, R$ 72 milhões na ampliação da capacidade de processamento de soja e de gordura animal e, consequentemente, na capacidade de produção de biodiesel. Em 2016, a São João investiu mais de R$ 140 milhões na construção de um moderno Centro de Distribuição. No ano passado o Passo Fundo Shopping consolidou investimento superior a R$ 200 milhões no empreendimento. A JR, por sua vez, não divulgou valores, mas também investiu com recursos próprios na instalação de um moderno Centro de Distribuição.

Gostou? Compartilhe