Fatos 26.09.2019

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Chapéu na mão

A Bancada gaúcha recebeu mais de 500 lideranças esta semana em busca de recursos das emendas parlamentares ao orçamento de 2020. São lideranças de vários segmentos como saúde, educação, segurança, muitos prefeitos, vereadores e até mesmo secretário de Estado, literalmente com o chapéu na mão. Resultado da crise do país e principalmente do Rio Grande do Sul. Para atender ao máximo e aos mais urgentes pedidos, o líder da bancada, deputado Giovani Cherini, PL, marcou para o dia 10 de outubro uma reunião do colegiado para fazer uma triagem das demandas e escolher 17 emendas impositivas no valor de R$ 249 milhões. Os valores reivindicados pelas lideranças superam a capacidade legal que os deputados têm na destinação de emendas. “Não há como atender a todos”, manifestou o parlamentar. Desde que assumiu a liderança da bancada, já está na terceira gestão, Cherini reúne os parlamentares para decidir a destinação das emendas em bloco. A ideia é despersonalizar e atender as demandas em bloco.

Asfalto

A Famurs foi uma das entidades que participou do encontro na bancada gaúcha, entregando um documento em que pede a priorização na destinação de recursos para os municípios sem ligação asfáltica.   O dossiê elaborado pela entidade mostra a situação dos 57 trechos que estão com obras não iniciadas, paralisadas ou concluídas parcialmente e que envolvem 52 municípios. A demanda ganhou reforço do secretário de Logística e Transportes, Juvir Costella, que também participou da reunião. De acordo com Costella, o Estado não tem fonte de recurso para atender aos municípios que não possuem ligação asfáltica. São 778,48 quilômetros de estradas que precisam ser pavimentados, a um custo aproximado de R$ 1 bilhão.

Troca de partido

Ao mesmo tempo em que os partidos fazem um esforço para reforçar suas nominatas a vereador para 2020, os pretensos candidatos se movimentam no sentido de encontrar uma legenda com potencial eleitoral. Neste processo, os partidos mais tradicionais e conhecidos e os que estão no poder saem em vantagem. Entre os vereadores que ensaiam troca de cadeira, na abertura da janela partidária no próximo ano, estão Gleison Consalter, PSB, e Fernando Rigon,  PSDB. O presidente da Câmara tem conversado com o DEM de Patric Cavalcanti. Gleison não está confortável no partido e foi o único da base do prefeito Luciano Azevedo a assinar o pedido da CPI da Codepas, que acabou arquivado. Fora do Legislativo,, outros nomes conhecidos buscam se acomodar partidariamente como é o caso do ex-vereador Marcos Silva, PP, que tem participado de encontros do PDT.

 O amor é lindo!

Na terça-feira, depois do discurso de abertura da assembleia da ONU, o presidente Jair Bolsonaro teve um rápido encontro com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tempo suficiente para declarar seu amor ao norte-americano: 'I love you', disse Bolsonaro ao Trump.  Na quarta-feira, um grupo de congressistas em Washington apresentou uma resolução na Câmara dos Representantes que pode dificultar os laços entre o líder brasileiro e seu par. Com a assinatura de 16 deputados do Partido Democrata, com maioria na Câmara, o documento pede que os Estados Unidos cancele a designação do Brasil como aliado preferencial extra-Otan e suspenda todo o apoio militar e policial americano ao governo brasileiro, "a não ser que o Departamento de Estado se certifique formalmente que medidas efetivas estejam sendo tomadas para evitar mortes injustificadas promovidas por agentes de segurança brasileiros, para investigar e judicializar mortes de ativistas e para cumprir com normas internacionais de direitos humanos".

Mobilização regional

A Acisa tomou a iniciativa de reunir lideranças no “Fórum Político - Desenvolvimento Regional 2020-2040”, que acontece hoje, a partir das 14h no Clube Comercial, e é aberto à comunidade. O Fórum quer ouvir lideranças sobre os principais pilares para o crescimento sustentável da região nos próximos 20 anos. Será o primeiro evento de uma série que pretende mobilizar outros segmentos. Estão confirmados os deputados estaduais Gilberto Capoani e Vilmar Zanchin, MDB, Sérgio Turra, PP, Dirceu Franciscon e o presidente da Assembleia Luz Augusto Lara, o vice-prefeito de Passo Fundo João Pedro Nunes e o prefeito de Carazinho Milton Schmidt. À noite a Federasul realiza o seu Fórum, quando serão apresentadas as dez macro oportunidades da região.

Aeroporto

Última informação dá conta de que será em outubro a assinatura da ordem de serviço para o início das obras do aeroporto Lauro Kortz. Daqui a 10 dias. Contagem regressiva.  

Processos suspensos

O diretor do Foro da Comarca de Passo Fundo, Juiz Dalmir Franklin de Oliveira Junior, suspendeu os prazos processuais desde o dia 24 até nova portaria. Para a decisão, considerou a adesão dos servidores à greve, o fato de a greve ser por tempo indeterminado e também para não causar prejuízo às partes. O atendimento de urgência fica mantido pelo Foro.

Gostou? Compartilhe