Fontes em Off

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Maio Vermelho
O Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima que por ano são mais de 15 mil novos casos de câncer bucal no Brasil. Para mudar esse panorama, levar informações sobre prevenção e diagnóstico, a IMED promove, por meio do curso de Odontologia, a primeira edição do Maio Vermelho. Com o apoio do Hospital da Cidade, Liga de Combate ao Câncer, Centro de Tratamento do Câncer, Liga de Odontologia Hospitalar e Diretório Acadêmico de Odontologia diversas ações estão previstas para ocorrer durante o mês. As atividades levarão informações também para pacientes que já estão em tratamento de câncer e que recebem atendimento de radioterapia e quimioterapia. A comunidade poderá participar de uma feira de saúde, que será realizada na praça Santa Terezinha, no dia 11 de maio, das 9h às 11h, onde professores e alunos estarão realizando exames bucais e orientações sobre lesões suspeitas.

 

Judô
Há mais de um ano integrando o quadro de atividades do Clube Recreativo Juvenil de Passo Fundo, o judô tem procura constante por novas inscrições. As aulas coordenadas pelo Rodrigo Bilhar podem ser aproveitadas por sócios e não-sócios da entidade. As matrículas devem ser feitas na secretaria do Clube, em horário comercial. Alunos de 6 a 15 anos realizam as práticas todas as terças e quintas-feiras, às 19h30. Nos mesmos dias, a partir das 20h30, é a vez dos participantes acima dos 16 anos de idade aprenderem novos golpes. O valor mensal da modalidade é de 45 reais para sócios e 90 reais para não sócios. A partir deste ano os alunos juvenilistas, além de realizarem as práticas semanais, também vão participar de competições municipais.

 

Mestrado
A Universidade de Passo Fundo (UPF) está com inscrições abertas para o mestrado em Envelhecimento Humano, vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Envelhecimento Humano da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia (PPGEH/Feff). Interessados podem se inscrever até o dia 11 de junho, preenchendo o formulário disponível na internet, no link bit.ly/2c2rFew. A inscrição será efetivada mediante entrega da documentação, na secretaria acadêmica da Feff ou pelo correio, com data de postagem de até 11 de junho. Neste processo seletivo, são oferecidas 22 vagas. Mais informações sobre o mestrado em Envelhecimento Humano podem ser obtidas pelo telefone (54) 3316-8384, pelo e-mail pgeh@upf.br e no site do PPGEH.

 

Seminário
A Associação Gaúcha dos Auditores e Fiscais Tributários Municipais (Agafim) promove em Passo Fundo o 1º Seminário de Gestão Pública, que acontecerá no dia 17 de maio, das 8h às 17h, no auditório da Feac da Universidade de Passo Fundo (UPF). A iniciativa tem apoio da Prefeitura de Passo Fundo. O objetivo é tratar de assuntos referentes à administração tributária dos municípios e ao funcionamento do fisco municipal, além de cuidados e medidas que precisam ser tomadas para evitar perdas na arrecadação tributária e, consequentemente, possíveis dificuldades financeiras, administrativas e sociais. As inscrições devem ser realizadas pelo link bit.ly/1seminarioagafim, onde também é possível conferir a programação completa.

 

Praça Tamandaré
Construído e inaugurado em abril de 1921 para homenagear e reverenciar a história do coronel Gervásio Lucas Annes, o monumento instalado no centro da Praça Tamandaré tem sido alvo frequente de ações de vandalismo. Na última quinta-feira (26), o vereador Alex Necker (PCdoB) ingressou com um Pedido de Providências à Secretaria de Transportes e Serviços Gerais reivindicando a limpeza, higienização e manutenção do busto. De acordo com o vereador, a comunidade que transita e frequenta a Praça vinha manifestando a necessidade de a Prefeitura promover um trabalho de limpeza no local. “O busto do coronel Gervásio Annes representa um reconhecimento a um cidadão importante na história de Passo Fundo. Instalado há décadas no centro da Praça Tamandaré, o monumento é alvo de depredações e pichações que, além de danificarem a peça, ainda provocam um impacto visual negativo para quem utiliza o local”.

 

Avenida Brasil I
Após a finalização da drenagem com nova tubulação, as obras da avenida Brasil estão em fase de preparação para o asfalto. A equipe de trabalho realiza a compactação da base para o asfalto, além da retirada do basalto do canteiro central para fazer a ciclovia e o caminhódromo, de acordo com o projeto. Dentro de até duas semanas deve começar a fase final da primeira etapa, com a pavimentação da via. As obras acontecem no trecho que fica entre a avenida Rui Barbosa e a rua Dr. Verdi de Césaro, no sentido bairro/centro. A partir da próxima semana também será colocada nova tubulação entre a rua Dr. Verdi de Césaro e o trevo da BR 285, no centro/bairro. Por ser uma tubulação de diâmetro menor, o trabalho pode ser realizado em meia pista apenas, sem alterar os desvios.

Avenida Brasil II
Segundo o secretário adjunto de Obras, Gustavo Heurich, “quando iniciar esta nova etapa os desvio mudam, com o sentido bairro/centro sendo total na pista de contrafluxo (contramão) e o sentido centro/bairro sendo o mesmo de agora, mas com a diferença de que não será mais possível usar a Dr. Verdi de Césaro, seguindo apenas pela Morom até o trevo do bairro São José”, explicou. As mudanças serão divulgadas com antecedência para a comunidade se organizar. Ao todo, a obra terá quatro fases e várias etapas em cada uma delas. As etapas seguintes são: 2ª etapa – rua Dr. Verdi de Césaro até o trevo da BR 285; 3ª etapa – trevo da BR 285 até a rua Dr. Verdi de Césaro; e 4ª etapa – Dr. Verdi de Césaro até a avenida Rui Barbosa.

 

Colheita de arroz
A colheita da safra 2017/2018 encaminha-se para a reta final no Rio Grande do Sul. Foram colhidos, até o momento, 954.935 hectares (ha) de arroz - 89,1% do total semeado de 1.071.377 ha. Os números da evolução da colheita foram divulgados na quinta-feira (3), pela Seção de Política Setorial do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), baseados nos dados fornecidos pelo Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) e pelos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates). Até o período, a produtividade média é de 7.899 quilos por hectare.

Gostou? Compartilhe