Fontes em Off

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Esgoto na praça I
Pessoas que frequentam a Praça Antonino Xavier, em frente ao Hospital da Cidade, relatam que têm convivido com uma situação incômoda. Próximo ao Quiosque de Leitura Roberto Pirovano Zanatta, local onde também funcionam os banheiros públicos da praça, há um forte cheiro de esgoto que também escorre para a calçada onde, diariamente, muitas crianças e pessoas com animais domésticos costumam passear. Conforme o relato, a Prefeitura realiza o esgotamento da fossa séptica do local, mas a situação é recorrente.
Esgoto na praça II
De acordo com o secretário de Transportes e Serviços Gerais, Cristiam Thans, a Secretaria já está ciente do problema e tomou as providências necessárias para a regularização da situação. Segundo ele, o problema se deve ao sistema construído para atender ao Quiosque e aos banheiros públicos que não dá conta do volume. Para resolver o problema, foi acordado com a Corsan a criação de um ponto de coleta de esgoto, na Rua Saldanha Marinho, que depende do cronograma da Companhia. Quando houver o ponto, será feita a canalização do esgoto, o que resolverá o problema.

Agronegócio I
Pelo segundo mês consecutivo, as exportações do agronegócio gaúcho foram impactadas pelo tabelamento do frete. O setor fechou o mês de julho com US$ 919 milhões em vendas, em um total de 1,755 milhão de toneladas. Isso representa queda de 9,6% no valor e 3,8% no volume comercializado na comparação com junho de 2018. O acumulado do ano ainda apresenta crescimento, atingindo 10,9% de alta em relação ao mesmo período de 2017. Os dados estão no Relatório de Comércio Exterior do Agronegócio do RS, divulgado ontem pelo Sistema Farsul.
Agronegócio II
O Complexo Soja, principal produto do estado no mercado internacional, apresenta alta de 2,2% em julho e 16,5% no acumulado. O resultado está diretamente relacionado com a recuperação do Farelo e Óleo de Soja. Já a oleaginosa em grãos registrou nova queda no último mês, com -8,8% e de -8,1% no volume. No Grupo Carnes, houve aumento no valor e volume exportado (27,6% e 22%). O Grupo Cereais teve queda de 22,7%, tendo o arroz como principal ofensor (-22,4%). A China se mantém como principal parceiro do agronegócio gaúcho, respondendo por 46% do valor exportado.


Leilão
O DetranRS promove, nesta quarta-feira (8), em Carazinho, leilão de veículos e sucatas de sete Centros de Remoção e Depósito da região em Carazinho, Espumoso, Não-Me-Toque, Soledade, Barros Cassal, Fontoura Xavier e Panambi. O evento acontece às 10h, no Auditório da UPF (Rua Diamantino Conte Tombini, nº 300, Oriental). No total, serão ofertados 866 itens retidos administrativamente e não reclamados pelos proprietários. Os interessados podem arrematar dois tipos de bens: sucatas para reciclagem; ou veículos com documentação (aptos para voltar a circulação), sem restrições policiais ou judiciais e desvinculados de qualquer pendência legal ou financeira.

 

Toxoplasmose I
Quase quatro meses após o registro dos primeiros casos, o surto de toxoplasmose identificado em Santa Maria permanece sem causas definidas. Desde o dia 16 de abril, a Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul contabilizou 634 casos confirmados, sendo 54 em gestantes, quando a doença é particularmente perigosa por colocar em risco a saúde do feto. Há ainda 529 casos em investigação, sendo 173 em gestantes.
Toxoplasmose II
O Ministério da Saúde informou que o surto tem como causa provável a contaminação pela água, com possível contaminação de hortaliças como causa secundária. Como medida de precaução, uma vez que a água é a fonte mais provável da infecção, a pasta reforçou a necessidade de a população intensificar medidas de prevenção, como evitar o uso de produtos animais crus ou mal cozidos, eliminar as fezes de gatos em lixo seguro, proteger as caixas de areia e lavar as mãos após manipular carne crua ou terra contaminada

 

Doação I
A direção do Hospital São Vicente de Paulo recebeu nesta segunda-feira, 06, a gerência da Unicred que entregou a doação para compra de cobertores, iniciativa que integra o Programa DNA Solidário, realizado pela Unicred Vales do Taquari, Rio Pardo e Região da Produção. O Programa DNA Solidário tem a finalidade de construir uma corrente do bem entre os cooperados e entidades da região, com foco na responsabilidade social. Nesse sentido, o HSVP foi contemplado com o valor de R$ 1.080,00, que deverão ser utilizados na compra de cobertores para a entidade.

Doação II
Segundo a gerente da unidade Unicred, Fábia Rupolo e a gerente de conta, Luciana Cristina da Silva, “as doações aconteceram nos dias 22 de maio e 26 de junho, sendo que foram arrecadados 10 mil reais entre os cooperados, valor que foi dividido entre os hospitais de Santa Cruz, Lajeado, Carazinho e Passo Fundo”. O presidente do HSVP, José Miguel Rodrigues da Silva destacou que doações como esta são muito importantes para ajudar os pacientes que mais necessitam e também contribuem para fortalecer o relacionamento com a Unicred.

Gostou? Compartilhe