Fontes em Off

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Urnas com defeito
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atualizou para 1.285 o número de urnas eletrônicas que apresentaram defeito e precisaram ser substituídas em todo o país. O número representa 0,025% do total de urnas utilizadas no pleito deste ano. Os estados que tiveram maior número de urnas com defeito foram Minas Gerais (366), Rio de Janeiro (138), Pernambuco (134), São Paulo (115), Sergipe (60), Rio Grande do Sul (57) e Tocantins (34). Ao todo, 147.302.357 brasileiros estiveram aptos a escolher o presidente da República, os governadores de 26 estados e do Distrito Federal, 54 senadores, 513 deputados federais, 1.035 deputados estaduais e 24 deputados distritais.

Eleitores no exterior
Apesar do aumento no número de brasileiros que se dispuseram a votar mesmo morando no exterior, o comparecimento aos locais de votação ainda é baixo. A explicação está na dificuldade de deslocamento às seções eleitorais. No pleito de 2018, 500.727 eleitores estavam habilidados a votar em 99 países. Houve votações em mais de 171 cidades e em 33 localidades em que o Brasil não tem representações diplomáticas. No exterior, os eleitores votam exclusivamente o cargo de presidente da República. O resultado da votação no exterior será divulgado somente após o término da votação no Brasil.

 

Boca de urna
A boca de urna é o crime de maior incidência até o momento, de acordo com boletim parcial divulgado pelo Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições Gerais de 2018 (CICCE). Foram mais de 70 ocorrências em todo país. O boletim também registra 65 casos de propaganda eleitoral irregular, 19 flagrantes de transporte irregular de eleitores e 10 de compra de votos. O documento não informa os estados onde esses crimes contra a lei eleitoral ocorreram. Composto por 14 instituições e órgãos parceiros, o centro tem como objetivo subsidiar a atuação da Polícia Federal, como polícia judiciária eleitoral, e a Justiça Eleitoral durante a realização dos dois turnos das eleições.

 

Fraudes
O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) divulgou uma nota de esclarecimento em que afirma que há falsos relatos de fraudes nas urnas circulando nas redes sociais. Entre esses relatos, segundo o TRE, há pessoas que questionam que as fotos de seus candidatos não aparecem quando seus números são digitados. Quanto a relatos de fraudes nas urnas, de candidatos que não aparecem quando os seus números são digitados pelo eleitor, foi esclarecido que se tratava de informação falsa. É comum o eleitor se confundir no momento da digitação dos números, o que leva a esse tipo de questionamento equivocado. O TRE diz ainda que o grande aumento, nestas eleições, da circulação de mensagens em aplicativos e redes sociais gera insatisfação em muitos eleitores devido a informações inverídicas.

Gostou? Compartilhe