Havan vai começar obra na próxima semana

Empresa pretende inaugurar a megaloja em Passo Fundo até o mês de outubro

Escrito por
,
em
Megaloja será construída em terreno do Bairro Petrópolis

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Havan vai iniciar a obra de 7,4 mil metros quadrados em Passo Fundo, na próxima semana. A informação foi confirmada ontem pela empresa, com sede em Brusque, SC. Uma empresa especializada em pré-moldados e que já trabalha com a Havan nas construções das Mega Lojas deve realizar o trabalho. O investimento inicial será superior a R$ 40 milhões. Na semana passada a empresa recebeu autorização do município para iniciar a obra, depois de aprovado o projeto técnico e também fechou acordo com o Sindicato dos Comerciários para abrir em quatro dos sete feriados escolhidos pela convenção coletiva. Por este acordo, que pode ter adesão de outras empresas, serão fechados os ferados do Dia do Trabalhador, Ano Novo, Natal e Páscoa. Quem optar por essa possibilidade pagará um piso de R$ 1.450,00 e R$ 364,00 de ticket alimentação aos funcionários. A seleção para contratação também deve ter uma orientação na próxima semana. A ideia é contratar mais de 150 trabalhadores.


O terreno onde a Havan será construída tem mais de 14 mil metros quadrados e fica ao lado do Stock Center, na Avenida Brasil, no Bairro Petrópolis. A mesma parceria com a Comercial Zaffari foi feita em Caxias do Sul, onde a Havan instala mais uma de suas lojas. No município da Serra, a obra ficou embargada por algumas semanas, mas já teve os trabalhos retomados.

 

Entenda
A vinda da Havan para Passo Fundo foi anunciada no fim de fevereiro pelo presidente da rede, Luciano Hang, em visita ao município. Na ocasião, o empresário concedeu entrevista coletiva e falou sobre a rapidez com que costuma erguer suas lojas. A ideia inicial era que a unidade ficasse pronta em 90 dias, depois da liberação do alvará. O investimento previsto é de R$ 40 milhões em uma loja com mais de cem mil itens e a estátua da liberdade de 35 metros, que já é símbolo conhecido da marca.

Comércio ilegal
Os empresários que participam da Câmara Setorial de Ópticas, Joalherias e Relojoarias receberão, nesta quinta-feira, dia 19 de julho, o secretário municipal de Finanças, Dorlei Maffi, e o coordenador do setor de fiscalização do município, Jorge Pires, para uma reunião sobre comércio ilegal. A pauta é uma das prioridades da Câmara, que reúne periodicamente empresários do segmento através da ação promovida pela CDL Passo Fundo e pelo SEBRAE/RS. Quem deseja participar da reunião, que acontece na sede da CDL, às 19h30m, pode entrar em contato com a entidade através das redes sociais @cdlpassofundo ou do WhatsApp (54)99916-2063. Para o gerente regional do SEBRAE/RS, Cesar Nascimento, e a presidente da CDL, Carina Sobiesiak, a intenção das entidades com a Câmara Setorial é desenvolver de forma integral as empresas participantes através de acompanhamento e apoio nas ações que serão executadas. Segundo eles, as Câmaras têm como característica a busca de soluções que vêm de baixo para cima, ou seja, são apontadas e executadas pelos próprios empresários. Itens como segurança, comércio ilegal e treinamento são as prioridades do grupo.

Gostou? Compartilhe