Monitores da rede municipal participam de formação sobre primeiros socorros

O encontro ocorreu no Auditório da Biblioteca Central da Universidade de Passo Fundo

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A escola é onde as crianças e adolescentes passam uma grande parte do dia. É onde também ocorrem inúmeras trocas de saberes, residindo na articulação dos conhecimentos, das atitudes, das aptidões e das práticas que possam ser vivenciadas e compartilhadas com a sociedade, relacionadas às questões da realidade. Neste sentido, a rede municipal de Educação, por meio da Formação Continuada, realizou nesta quarta-feira (11) a III Formação de Monitores em 2018, com a temática “Primeiros Socorros: aprender para cuidar”, com foco nos monitores que atuam com crianças com deficiência.

 

O assunto foi abordado pela enfermeira e professora Rosmari Deggerone, que falou sobre as primeiras regras de atendimentos, cortes, epilepsia, questões de higiene e alimentação (utilização de sondas), cuidados quando a criança se afoga – quais os procedimentos (alimentação e respiração), manuseio da criança que utiliza cadeira de rodas, crise asmática, entre outros aspectos. “Essas informações são válidas para o conhecimento de todos na escola, e também dos monitores”, destaca  Simone Krabbe, coordenadora pedagógica do Núcleo de Educação Especial.

 

 

O encontro ocorreu durante todo o turno da tarde no Auditório da Biblioteca Central da Universidade de Passo Fundo (UPF), reunindo mais de 120 monitores que atuam no auxílio a alunos com deficiência nas áreas de locomoção, higiene e alimentação. Essas formações acontecem a cada dois meses. “O fomento de parcerias entre os profissionais de educação com os da saúde se torna promissora, principalmente quando envolve alunos com deficiência, auxiliando o monitor em estratégias práticas na área da locomoção, higiene e alimentação”, salienta Simone.

 

A escola é onde as crianças e adolescentes passam uma grande parte do dia. É onde também ocorrem inúmeras trocas de saberes, residindo na articulação dos conhecimentos, das atitudes, das aptidões e das práticas que possam ser vivenciadas e compartilhadas com a sociedade, relacionadas às questões da realidade. Neste sentido, a rede municipal de Educação, por meio da Formação Continuada, realizou nesta quarta-feira (11) a III Formação de Monitores em 2018, com a temática “Primeiros Socorros: aprender para cuidar”, com foco nos monitores que atuam com crianças com deficiência.

 

O assunto foi abordado pela enfermeira e professora Rosmari Deggerone, que falou sobre as primeiras regras de atendimentos, cortes, epilepsia, questões de higiene e alimentação (utilização de sondas), cuidados quando a criança se afoga – quais os procedimentos (alimentação e respiração), manuseio da criança que utiliza cadeira de rodas, crise asmática, entre outros aspectos. “Essas informações são válidas para o conhecimento de todos na escola, e também dos monitores”, destaca  Simone Krabbe, coordenadora pedagógica do Núcleo de Educação Especial.

 

O encontro ocorreu durante todo o turno da tarde no Auditório da Biblioteca Central da Universidade de Passo Fundo (UPF), reunindo mais de 120 monitores que atuam no auxílio a alunos com deficiência nas áreas de locomoção, higiene e alimentação. Essas formações acontecem a cada dois meses. “O fomento de parcerias entre os profissionais de educação com os da saúde se torna promissora, principalmente quando envolve alunos com deficiência, auxiliando o monitor em estratégias práticas na área da locomoção, higiene e alimentação”, salienta Simone.

 

Gostou? Compartilhe