Município lança programa piloto em duas escolas

Professores terão 20 horas para auxiliar alunos com dificuldade no aprendizado, em casa

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O décimo nono programa de governo da gestão do prefeito Luciano Azevedo foi lançado nessa quinta-feira (7). O Professor em Casa tem o objetivo de acompanhar alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem em uma dinâmica diferente: o professor do programa irá assessorar este aluno nas tarefas escolares e no entendimento de conteúdos. O projeto-piloto contará com dois professores e será desenvolvido em duas escolas municipais de ensino fundamental: Lions Clube Passo Fundo Norte, no loteamento Nova Estacão, e Coronel Sebastião Rocha, no bairro Valinhos.

 

O Professor em Casa também buscará incluir e orientar os pais no processo de participação da vida escolar dos filhos, mesmo que não tenham condições de auxiliá-los nas tarefas diárias de estudo. “Melhorar o desempenho do aluno que tem dificuldade de forma quase particular é o objetivo que surge com este projeto-piloto em duas das nossas escolas, mas com possibilidade de ampliação após esta experiência”, disse o prefeito Luciano, que agradeceu as duas professoras que aceitaram fazer parte deste programa, Mari Neusa Ribeiro e Rochele Tondello da Silva.

 

Além do lançamento do programa, Luciano também anunciou melhorias na escola: “vamos fazer o muro da escola, arrumar o piso da entrada, trocar os brinquedos e plantar grama, além de trazer outro programa nosso, o Escola de Cara Nova, para realizar todas as melhorias necessárias”, finalizou.

 

Para o secretário de Educação, Edemilson Brandão, muitas políticas públicas são asseguradas para que o aluno permaneça na escola como o uniforme escolar, o transporte e a merenda, além de pensar no sucesso do aluno e seu desenvolvimento. “A criança que tiver dificuldade e não superar em sala de aula terá ampliada a metodologia com o programa em casa. O sucesso da criança na escola também passa pelo maior comprometimento da família”, explicou.

 

A coordenadora pedagógica da escola, Rosane Carvalho, agradeceu a iniciativa. “Estamos felizes que a Prefeitura anos agraciou com esse programa. Precisamos dessa parceria, pois temos muitas crianças em vulnerabilidade social que estudam aqui. Assim, também podemos auxiliar os pais que nos pedem ajuda”, ressaltou.

Gostou? Compartilhe