Prefeitura vai realizar campanha de prevenção e diagnóstico de hepatites

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Passo Fundo, através do SAE (Serviço de Atendimento Especializado), e junto com os acadêmicos do nono nível do curso de Enfermagem da Universidade de Passo Fundo, irá realizar uma campanha para diagnóstico das hepatites B e C, com o objetivo de  orientar para a prevenção e diagnóstico precoce.

A campanha acontece na próxima terça-feira, dia 12 de junho, das 9h às 16h30, na praça Tochetto. Durante a ação serão feita abordagens com orientação sobre as hepatites, distribuição de folhetos educativos e ofertados testes rápidos de detecção de hepatite B e C. Para a realização dos testes a pessoa deverá apresentar um documento com foto. Todas as atividades serão oferecidas de forma gratuita à população. Em caso de chuva, o evento não acontece na praça, porém, o SAE estará realizando os testes rápidos com livre demanda.

No estado e município casos superam a média nacional
No município de Passo Fundo, referente ao ano de 2016, foram notificados 28,5 casos de hepatite B para cada 100 mil habitantes e 55 casos de hepatite C para cada 100 mil habitantes. Esses números  são superiores às médias nacionais, que são de 6,9 casos para cada 100 mil habitantes para hepatite C e 13,3 casos de hepatite C para cada 100 mil habitantes.

No Rio Grande do Sul os casos de hepatite B e C são também os mais prevalentes. Foram confirmados em 2016 14,8 casos para cada 100 mil habitantes de hepatite B e 94,1 casos por 100 mil habitantes só na Capital do estado para hepatite C. 

Prevalência da doença
De acordo com Boletim Epidemiológico de Hepatites Virais, entre os anos de 1999 a 2016 foram notificados 561.058 casos de hepatites confirmados no Brasil. Destes, 212.031 (37,8%) de hepatite B, 182.389 (32,5%) de hepatite C e os outros 29,7% dos casos são decorrentes da hepatite A e D. 

As hepatites
As hepatites virais são doenças infecciosas que afetam gravemente o tecido do fígado, causando inflamação e até mesmo a não funcionalidade do órgão. A principal forma de transmissão é por via sexual e por objetos contaminados com sangue, podendo levar a cirrose e câncer no fígado. A doença é responsável por mais de 1,4 milhão de óbitos anualmente no mundo, segundo dados de 2017 da Organização Mundial da Saúde.

Gostou? Compartilhe