Repasse de 1 milhão aos hospitais será realizado em três vezes

Anúncio do auxílio foi realizado em abril

Escrito por
,
em
Os responsáveis pelos hospitais consideraram o auxílio bem vindo devido ao cenário atual (Fotos: Arquivo)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O auxílio financeiro de 1 milhão de reais faz parte das das ações de enfrentamento do coronavírus anunciadas pela Prefeitura de Passo Fundo em abril. O repasse de recursos será para os dois hospitais, o Hospital de Clínicas e o  Hospital São Vicente de Paulo (HSVP).  Após a Câmara de Vereadores validar o pedido de autorização para fazer o convênio com os dois hospitais, o repasse será realizado em três vezes. “ Com certeza será um recurso que possibilitará seguir com o trabalho fundamental que os profissionais da saúde estão fazendo hoje”, ressaltou o prefeito Luciano Azevedo.

Os responsáveis pelo hospitais ressaltaram a importância dos repasses. O administrador do Hospital de Clínicas de Passo Fundo, Luciney Bohrer, agradeceu ao prefeito, lembrando o “momento de dificuldade vivenciado pelas instituições de saúde”. “O Hospital de Clínicas reforça o compromisso em oferecer à comunidade atendimento qualificado e humanizado, aplicando todos os recursos necessários a nosso alcance, através de conhecimento técnico e capacidade humana neste momento em que a população mais precisa”, disse Luciney Bohrer.

A iniciativa foi considerada louvável pelo superintendente do Hospital São Vicente de Paulo, Ilário de David. “Manter a sustentabilidade do sistema de saúde em Passo Fundo, em especial os hospitais, é hoje questão primordial. O avanço de uma série de medidas de vigilância, prevenção e de preparação para atender, de forma qualificada, aos pacientes vítimas da Covid-19, direcionou toda a infraestrutura e a capacidade do HSVP para este fim. Tem-se ainda um expressivo aumento de custos para aquisição de insumos, materiais e medicamentos hospitalares importantes, como EPIs para proteção de milhares de trabalhadores da saúde, para os quais os recursos serão destinados. O cenário, no momento, é deficitário e de prejuízos, os recursos serão bem vindos e servirão também para mitigar os impactos sociais e econômicos deste enorme desafio de manter o sistema de saúde de Passo Fundo, funcionando com segurança e qualidade”, destacou. 

Gostou? Compartilhe