UPF sedia entrega de medalhas da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática

Premiação reconheceu medalhistas de prata e bronze e entregou certificados aos medalhistas de ouro, alunos do ensino fundamental e médio das escolas públicas municipais, estaduais, federais e escolas privadas

Escrito por
,
em

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?
A Universidade de Passo Fundo (UPF) recebeu nesta sexta-feira, dia 22 de junho, a cerimônia regional de premiação da 13ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Pública e Privadas (OBMEP). A atividade, realizada no Centro de Eventos da UPF, reuniu alunos, professores e escolas, que participaram da olimpíada, dirigida aos alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e aos alunos do ensino médio das escolas públicas municipais, estaduais, federais e escolas privadas, que concorrem a prêmios de acordo com a sua classificação nas provas.
 
No evento realizado na UPF, foram premiados os medalhistas de prata e bronze, e foram entregues os certificados aos medalhistas de ouro e reconhecidos professores, escolas e Secretarias de Educação. A premiação é relativa à  participação na 13ª edição, que ocorreu em 2017. Os medalhistas de ouro irão receber as medalhas em cerimônia nacional no dia 1º de agosto, no Rio de Janeiro. 
 
Presente na solenidade, a vice-reitora de Graduação, professora Rosani Sgari, destacou que sediar esse evento significa promover o fortalecimento dos laços da Universidade com a Educação Básica, com as escolas, com as famílias e com os medalhistas e futuros universitários. “Temos aqui alunos de altas habilidades e extremamente talentosos, para que sejam reconhecidos e que possam conhecer a nossa Instituição, os nossos cursos, a riqueza da natureza da própria Universidade, que é o conhecimento. Esse evento é a ponte que sela as nossas relações dentre muitas ações com a educação básica”, definiu ela.
 
A solenidade contou com a presença da coordenadora do curso de Matemática da UPF, professora Maria de Fatima Bitencourt; do coordenador do curso de Física da UPF, professor Luis Marcelo Darroz; do diretor da Faculdade de Direito e vice-reitor eleito de Extensão e Assuntos Comunitários, professor Rogerio Silva; além de outras autoridades. A atividade contou com a apresentação do Grupo de Danças da UPF.
 
Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a OBMEP busca contribuir para a melhoria da qualidade da educação básica, possibilitando que um maior número de alunos brasileiros possa ter acesso a material didático de qualidade. Coordenadora da OBMEP da região Norte do estado do Rio Grande do Sul, organizadora do evento e docente no curso de Matemática da UPF, a professora Rosa Maria Tagliari Rico destaca que, em 2017, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada em todo o Brasil e na região foram cerca de 60 mil alunos participantes. “O desenvolvimento da Matemática favorece muito os alunos”, afirmou ela, registrando que a edição de 2018 já está em andamento e teve sua primeira fase realizada no dia 5 de junho. A segunda fase será em setembro.
 
Olimpíada Brasileira
A OBMEP é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A Olimpíada tem como objetivo estimular o estudo da matemática e revelar talentos na área, mostrando a importância da matemática para o futuro dos jovens e para o desenvolvimento do Brasil.
Gostou? Compartilhe