Secretaria chama atenção para o consumo de produtos de origem animal inspecionados

Para garantir que está adquirindo um produto seguro, o consumidor deve procurar produtos com rótulos que tenham o selo do serviço de inspeção

Por
· 1 min de leitura
Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em tempos de preocupação com a saúde, dar atenção aos alimentos consumidos é essencial. Entre os produtos que devem ser levados em consideração, estão os de origem animal.

Conforme a coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal, Deise Luiza Mahl Calderan, é fundamental que sejam consumidos somente os que foram inspecionados, evitando doenças. ";O consumidor deve levar em conta a importância do consumo de produtos de origem animal de procedência para aproveitar os seus benefícios nutricionais e de sabor sem correr riscos";, destaca.

São exemplos de produtos de origem animal as carnes e derivados, como salame, linguiça, salsicha, mortadela. Ainda, os derivados de leite, como queijo, doce de leite, nata, iogurte e bebidas lácteas. Também os ovos, os pescados, o mel e os compostos à base de mel.

Conforme Deise, todos esses produtos, para serem comercializados, precisam ser fiscalizados pelo serviço de inspeção, que desenvolve um trabalho amplo. ";O objetivo é realizar fiscalização nas indústrias produtoras, avaliando as condições de higiene do local e manipuladores, condições adequadas de temperaturas, aspecto e conservação do produto e matérias primas, além de realizar análises rotineiras dos produtos, avaliando se não há contaminações ou fraudes para o consumidor";, considera.

Para garantir que está adquirindo um produto seguro, o consumidor deve procurar produtos com rótulos que tenham o selo do serviço de inspeção, que pode ser municipal, estadual ou federal. Se não tiveram a rotulagem ou inspeção, os produtos não podem ser comercializados.

No município de Passo Fundo, o Serviço de Inspeção Municipal, que integra a Secretaria do Interior, faz uma fiscalização rotineira do processo de produção dos alimentos. Além de possibilitar que os produtores vendam os alimentos no comércio local, as ações garantem a segurança do consumidor, que, ao adquirir um alimento inspecionado, também leva saúde à sua mesa.

Gostou? Compartilhe