Jovens são os mais contaminados pelo coronavírus em Passo Fundo

Óbitos, porém, são mais frequentes em homens acima de 80 anos

Por
· 1 min de leitura
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Embora os idosos com comorbidades associadas sejam as principais vítimas fatais do coronavírus, os jovens representam a maior parcela de infectados pelo SARS-Cov-2 na cidade. O monitoramento mais recente da pandemia, a nível local, foi disponibilizado neste sábado (01), pelo Geoportal RS.

De acordo com a interface elaborada com os dados atualizados da Secretaria Estadual de Saúde (SES/RS), dos 3.496 casos confirmados da doença, em Passo Fundo, 872 foram diagnosticados em pacientes com faixa etária entre 30 a 39 anos, seguido por cidadãos com idades entre 20 a 29 anos, com 722 sorologias positivas para o coronavírus nesse último grupo.

As mulheres passo-fundenses, conforme apontou a projeção, são as mais contaminadas pelo vírus. Isso porque 59% do total de casos confirmados da Covid-19 foram detectados nas pacientes do sexo feminino; enquanto a doença atingiu, até agora, 41% dos homens residentes no município. 

Mais letal entre os idosos, o índice de contaminação pelo vírus em pacientes pertencentes ao grupo de risco, porém, é menor. Do total de casos, 136 atingiram pacientes com mais de 80 anos; 165 em idosos entre 79 a 79 anos, e 240 testaram positivo para coronavírus estando dentro da faixa etária de 60 a 69 anos. 

Fonte: SES/RS

Óbitos são mais frequentes em homens acima de 80 anos

Os homens são as principais vítimas do coronavírus em Passo Fundo. Desde o início dos efeitos locais da pandemia, dos 76 óbitos registrados, até a manhã deste sábado (01), 54% do total de mortes foram atestados em pacientes do sexo masculino, enquanto o falecimento em decorrência de complicações pelo contágio da Covid-19 atingiu 46% das mulheres que vieram a óbito no município.

O perfil, por localidade, de quem perdeu a vida durante o período de emergência sanitária para a Covid-19 está detalhado no Geoportal RS, que permite acompanhar a evolução local da pandemia. Com 32 óbitos, pessoas com mais de 80 anos são as mais vitimadas pela doença na cidade, de acordo com o mapeamento mais recente da Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão do Governo Leite (PSDB).



Gostou? Compartilhe