OPINIÃO

Álcool causa pelo menos sete tipos de câncer

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Uma revisão da literatura médica publicada recentemente na revista Addiction, mostrou que existem fortes evidências que o álcool causa sete tipos de câncer, além de outras evidências indicando que provavelmente causa outros cânceres.
Evidências epidemiológicas indicam uma associação clara entre o consumo de álcool e cânceres da região da orofaringe, laringe, esôfago, fígado, cólon, reto e mama. Todos esses cânceres juntos causam atualmente quase 6% de todas as mortes por câncer no mundo. Apesar disso, uma pesquisa feita no Reino Unido mostrou que apenas cerca de uma em cada dez pessoas está atualmente ciente da relação entre álcool e câncer. De acordo com o Dr. Jennie Connor, do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade de Otago na Nova Zelândia, a falta de clareza sobre o álcool causar câncer se deve a propaganda feita pela indústria de álcool, assim como o fato de que a base epidemiológica para essa relação causal é um processo não completamente finalizado.
A associação do álcool como agente causador de câncer varia de acordo com a região do corpo. A ingestão de uma quantidade >50 gramas de álcool por dia está associado com um aumento de 4-7 vezes (equivalente a um risco entre 400 a 700% maior) no risco de câncer de boca, faringe e esôfago em relação aos que não ingerem álcool. em relação ao câmcer de fígado e mama, o aumento de risco é de cerca de 1.5 vezes (equivalente a um risco 150% maior) para essa mesma quantidade de álcool.
Outros cânceres tem dados crescentes de pesquisas indicando também um provável risco aumentado com a ingestão de álcool, como o câncer de pâncreas, próstata e pele (melanoma).
Os mecanismos exatos de como o álcool, associado ou não ao tabagismo, causa o câncer, não são completamente compreendidos, mas uma das explicações é de que o álcool entra facilmente nas células e é convertido em acetaldeído, que é um conhecido agente carcinogênico e pode danificar o DNA das células.

Rodrigo Ughini Villarroel - oncologista do Centro Integrado de Terapia Onco-Hematológica (CITO). Responsável Tumores Genitourinários, Melanoma, Tumores de Mama e Tumores de Cabeça e Pescoço.

 

Gostou? Compartilhe