Apace usa Tribuna para destacar os 20 anos de atuação

Por
· 1 min de leitura
Entidade tem 300 pessoas cadastradas, mas atualmente presta atendimento a cerca de 80 pessoas

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Tribuna Popular, espaço usado pela comunidade para fazer reivindicações ou divulgações de ações comunitárias, antes da Sessão Plenária do Legislativo, foi ocupado na quarta-feira (4) pelo presidente da Associação Passo-fundense de Cegos (Apace), Fábio Flores. No espaço, solicitado nesta oportunidade pelo vereador Rafael Colussi (DEM), o representante falou sobre os 20 anos da entidade que luta pela inclusão social dos portadores de deficiência visual.


Na tribuna, Fábio lembrou sobre a fundação da entidade, ocorrida em 23 de julho de 1999. “A Apace nasceu da necessidade de haver uma instituição para promover e defender os direitos dos deficientes visuais em Passo Fundo e região, que até então ficava a mercê do assistencialismo”, lembrou o presidente.


Nestas duas décadas, a Apace foi se especializando e hoje atende desde crianças de colo, com estimulação precoce, até os idosos para manter o desenvolvimento e continuar se exercitando através de trabalhos manuais. A entidade tem 300 pessoas cadastradas, mas atualmente presta atendimento a cerca de 80 pessoas, devido à falta de recursos e de estrutura.


As pessoas cegas, ou com baixa visão, tem acesso gratuito a mais de 20 atividades nas áreas da saúde, como consultas oftalmológicas e odontológicas; da educação, como orientação e mobilidade e alfabetização em braile; e da assistência social, como oficinas de arte e esporte.
“Nosso objetivo é sempre deixar claro que o portador de deficiência visual tem como ser independente, manter suas atividades e desenvolver o seu potencial na sociedade, assim como no mercado de trabalho”, concluiu Fábio.


Evento

Ao fim de sua fala, o presidente da instituição informou sobre um Jantar Fandango comemorativo, a ser promovido pela Apace no próximo sábado (7), às 20h, no CTG Osório Porto. O valor do ingresso para adulto é de R$ 35, crianças até seis anos não pagam, dos sete aos 12 anos pagam meia entrada. Os valores arrecadados serão revertidos para a instituição e ajudará a manter as atividades.

 

Gostou? Compartilhe