Buraco abre com excesso de chuva e invade terreno de casa

Fissura com aproximadamente cinco metros se formou no bairro Valinhos

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

“Não é fácil limpar barro, né?”, questionou a cuidadora de idosos, Ana Maria Oliveira, assim que atendeu o telefonema, na tarde de quarta-feira (29). Ainda com a voz ofegante pelo movimento de retirada do acúmulo provocado pela chuva atravessada que caiu sobre Passo Fundo, ela narrava o cenário que enxergava da janela de casa.

No pátio que dá, há 12 anos, acesso à residência no bairro Valinhos, um buraco com, aproximadamente, cinco metros de profundidade e sete de diâmetro se abriu quando o asfalto da rua principal cedeu com a passagem das precipitações pela cidade, naquela mesma tarde. “Cada vez que chove abre mais”, queixa-se.  De acordo com a moradora, o problema asfáltico se iniciou há dois meses, quando começou a relatar o problema para a Secretaria Municipal de Obras Públicas. “As pessoas entram na contramão porque não tem como passar”, disse.

Em 2016, a Prefeitura Municipal de Passo Fundo abriu uma licitação pública, de quase R$ 3 milhões de reais, conforme consta no Portal da Transparência, para contratação de uma empresa especializada em pavimentação, drenagem e acessibilidade às vias urbanas dos bairros Valinhos e Ricci. Até o fechamento desta edição, a reportagem do jornal O Nacional não conseguiu contato com o secretário municipal de Obras, João Antônio Bordin.

Gostou? Compartilhe