Duzentas mil pessoas passaram pelo Santuário Nossa Senhora Aparecida no fim de semana

Estimativa levou em consideração a programação de sábado e a romaria de domingo

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O forte calor registrado neste domingo (13), com o termômetro na faixa dos 32 graus, não foi um problema para os milhares romeiros que participaram da 39ª Romaria de Nossa Senhora Aparecida.

Sob um sol intenso, os fiéis se concentraram em frente à Catedral de Nossa Senhora Aparecida, no Centro da cidade, para percorrer a pé o trajeto de sete quilômetros, com destino ao Santuário, localizado nas margens da RS 153, saída para Ernestina.

Muitos romeiros, vindos de diversos locais do estado e regiões do país, que reconhecem em Nossa Senhora Aparecida uma fonte de fé, proteção, auxílio e socorro, realizaram a caminhada descalços. Outros carregaram os filhos no colo ou nos ombros, para agradecer pelas graças alcançadas. O lema - “Aparecida nos chama para a missão” norteou esta edição da Romaria, e busca refletir a proposta do papa Francisco para o Mês Missionário Extraordinário.

De acordo com informações da Arquidiocese, durante o fim de semana, estima-se que em torno de 200 mil pessoas participaram do evento. Para o reitor do Santuário, padre Daniel Feltes o evento pode ser considerado positivo e satisfatório. “O tempo ensolarado colaborou para que milhares de romeiros pudessem rezar e refletir. Temos um sentimento de gratidão com todos os envolvidos, sejam os fiéis que doaram e ofertaram, assim como o poder público municipal e a brigada militar, que garantiu a segurança de todos. Como todo evento de massa, existem fatos para ajustar e adequar, mas continuamos aprendendo com as experiências”, avalia.

Concluída a Romaria de 2019, a equipe central da Arquidiocese começou a pensar e encaminhar os preparativos da próxima edição. “Em torno de 500 voluntários foram mobilizados, encaminhando o que fosse necessário para acolher bem os romeiros. Nesta edição, tivemos vendas satisfatórias, que atenderam a demanda”, diz o reitor.

Para o arcebispo, Dom Rodolfo Luís Weber a Romaria não é um evento isolado ou paralelo, em relação aos grandes temas e preocupações da ação evangelizadora da Igreja. “Na verdade, se constitui um evento muito favorável para conscientizar os fiéis e colocá-los em comunhão com a Igreja, particularmente da Arquidiocese de Passo Fundo”, explica.

Gostou? Compartilhe