OPINIÃO

E os partidos políticos?

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Há exatos trinta anos o Rio Grande do Sul e as demais unidades da federação estavam às vésperas de elegerem os governadores no pleito realizado em 15 de novembro. O direito de voltar a escolher pelas urnas os chefes dos executivos estaduais foi antecedido pelo retorno do pluripartidarismo da Arena e MDB. No Estado, quatro partidos políticos se apresentavam aos eleitores: Alceu Colares (PDT), Jair Soares (PDS), Olívio Dutra (PT) e Pedro Simon (PMDB). O candidato do PDS foi eleito com 34,1% dos votos seguido pelo do PMDB (33,5%), PDT (20%) e PT (1,3%). Nas eleições seguintes Simon, Colares e Olívio seriam levados pelas urnas ao Palácio Piratini.

II
Na mesma campanha também houve a eleição para deputado federal, estadual, renovação de 1/3 do senado, prefeito e vereador. As coligações eram proibidas, reeleição para o executivo nem pensar e não havia segundo turno. Quatro anos depois haveria a eleição para a Assembleia Nacional Constituinte, já sob o governo de José Sarney (PM DB). Foi também à última escolha via colégio eleitoral de presidente e vice-presidente da República. Com a morte de Tancredo Neves a faixa presidencial caiu no colo do autor de Marimbondos de Fogo, ao arrepio da lei. Com a promulgação da Constituição Cidadã em 5 de outubro de 1988 a democracia plena seria conquistada, não sem os percalços que vão dos casos Collor ao mensalão.

III
Ainda sobre a eleição de 1982, era obrigatório o voto de cima a baixo nos candidatos do mesmo partido. Ano após ano a importância dos partidos políticos vem perdendo a força. Na campanha em curso para prefeito, vice-prefeito e vereador a logomarca do partido do candidato raramente aparece no material impresso. Cumprindo a legislação a sigla do partido ou partidos que integram as coligações devem constar, mas quase sempre em letras miúdas. Definitivamente na escolha dos postulantes a cargos públicos, o pessoal vem tendo cada vez mais peso em detrimento do partido. É bem verdade que o número do candidato a prefeito identifica o partido, ocorrendo o mesmo com os dois primeiros dos vereadores, mas para a grande maioria dos eleitores o partido pouco importa.
 
 Curtas:
# Até à tarde de sexta-feira (21) cinquenta e cinco associados da ACCIAS haviam confirmado a presença no debate dos candidatos a prefeito de Getúlio Vargas.
# O evento promovido pela entidade empresarial será realizado na noite desta terça-feira (25) e transmitido ao vivo a partir da 20h10min horas pelas rádios Sideral AM e Abaúna FM.
# O auditório José Vespasiano Predebon tem capacidade de setenta lugares e a porta de entrada da ACCIAS será fechada logo depois das 20 horas.
# Os candidatos Dino Giaretta (PT), Osvaldo Antunes de Oliveira Filho (PMDB) e Pedro Paulo Prezzotto (DEM) devem aproveitar o final de semana para se prepararem para o encontro, o único da campanha.
# Melhorias da RS-135 pautou o encontro do deputado Altemir Tortelli (PT e o diretor geral do Daer, José Francisco Thormann, na terça-feira (18)).
# O parlamentar que cumpre seu primeiro mandato no Palácio Farroupilham pediu a agilização da duplicação da primeira etapa de cinco quilômetros no sentido Erechim Getúlio Vargas.
# O projeto, já em análise no Daer, deverá ser concluído na próxima semana e até o final do ano o acesso provisório ao campus da Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), as margens da rodovia, deverá ser realizado.
# A segunda etapa da duplicação deverá ser entre o trevo de acesso da UFFS e a cidade de Passo Fundo, passando por Erebango, Getúlio Vargas, Estação, Sertão e Coxílha.
# Dados do Daer dão conta que no ano passado trafegaram pela RS-135 1.340.000 veículos, mais da metade deles de carga pesada.

Com foto:
A presença de parlamentares nos municípios tem se intensificado nesta etapa da campanha. O deputado federal Marco Maia (PT) cumpriu recente roteiro na região e esteve em Floriano Peixoto, onde o prefeito Vilson Babicz (PT) concorre à reeleição. De igual modo o deputado estadual Diógenes Bassegio (PDB), que se reuniu com Osvaldo Antunes de Oliveira Filho (PMDB) e Sonia Tonial (PDT), candidatos a prefeito e vice-prefeito de Getúlio Vargas.

Gostou? Compartilhe