OPINIÃO

Em tempos de pandemia dois

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O momento é de resiliência. O conceito, emprestado da física, significa a capacidade do individuo lidar com situações adversas, superar pressões, obstáculos e problemas. E ainda, reagir positivamente a eles sem entrar em conflito emocional. Mas como cultivar o caráter resiliente em tempos de pandemia? Quem estava preparado para enfrentar os efeitos da Covid-19? Aonde buscar as respostas para esta e outras incontáveis dúvidas? A resposta destes e tantos outros questionamentos provavelmente ficarão sem respostas. Mas nem por isso devem deixar de serem feitas

I I

E nunca como agora todos os olhares se voltam para os que ocupam os cargos chaves nas diferentes esferas de poder. Diferentemente do Judiciários os detentores de cargos no executivo e legislativo foram eleitos. Na grande maioria dos mais de 5.500 municípios seus gestores convivem no dia-a-dia das suas comunidades. E é deles e suas equipes de governo a responsabilidade de tomarem decisões, como por exemplo, a de decretar, em sua quase totalidade medidas de prevenção e enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus.

I I I

Os 32 prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau), em comum acordo, e seguindo o exemplo do governo do Estado, e orientações da Famurs, decretaram situação de calamidade pública. O prefeito de Ipiranga do Sul e presidente da Amau, Mário Luís Ceron (PTB), avalia a medida como necessária e responsável. Com uma resposta imediata da opinião pública, o cumprimento das cláusulas dos decretos vem sendo cumpridas, A campanha de vacinação está em curso. Os hospitais e profissionais da saúde em prontidão. E o cuidado e a solidariedade subjugam a incerteza e o medo.

Pingue-pongue com o prefeito Maurício Soligo na manhã de ontem:

 

Algum caso da Covid-19 até o momento em Getúlio Vargas? Nenhum dos casos suspeitos se confirmou. As dez pessoas que retornaram de viagem estão sendo monitoradas e medicadas.

O estado de calamidade pública no município poderá ser revogado antes do prazo? Não. Continuamos alinhados com o decreto do governo do Estado e as orientações do Ministério Público.

Houve descumprimento das normas? Mais de 95% entendem a importância das medidas. As exceções foram resolvidas com diálogo. Os fiscais continuarão o trabalho e orientando.

Campanha de vacinação: O centro de convivência foi escolhido por critérios técnicos para centralizar a campanha. Nesta quinta-feira um novo lote de 500 vacinas está sendo aplicadas e todos os 3.000 idosos serão vacinados. A campanha também será realizada nos Distritos de Souza Ramos e Rio Toldo.

IPTU 2020: Projeto de Lei que prorroga o prazo de pagamento, com desconto a vista, ou parceladas, será votado na segunda-feira (30) pelos vereadores.

Dito & Feito:

Os meios de comunicação da imprensa profissional como jornal, rádio, TV e revista são vistos pela população como os mais confiáveis na divulgação de informações sobre a crise do novo coronavírus. Os dados são da pesquisa do Datafolha. Em contrapartida as redes sociais e os aplicativos de mensagens são considerados pouco confiáveis em meio à pandemia.

Gostou? Compartilhe